sexta-feira, agosto 10, 2007

MV na OA não será possível

Afinal Manuel Vicente não poderá ser candidato a presidente da Ordem dos Arquitectos.

1º Que bela forma de começar e acabar

2º Que belos juristas que aquela ordem possui

3º O lourenço diz que o substituto será João Rodeia "que fez um trabalho lamentável à frente do IPPAR"

Arq.º João Belo Rodeia, Presidente do IPPAR,
Eng.º Fernando Santo, Bastonário, Eng.ª Rita Moura.


"As Assembleias Eleitorais para a eleição dos órgãos sociais da Ordem dos Arquitectos para o triénio 2008/2010 estão agendadas para 18 de Outubro de 2007, entre as 17 e as 22 horas (hora de Lisboa)."

Comments on "MV na OA não será possível"

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 10 agosto, 2007) : 

Como disse no comentário do passado dia 6, para já parece que há 3 listas para os órgãos nacionais, 2 para a Secção Regional Sul e 1 para a Secção Regional Norte.

Nas 3 listas para os órgãos nacionais não estava a incluir a do Manuel Vicente (pelas razões óbvias) e estava a incluir a do João Rodeia (pelas razões que também deveriam ser óbvias).

Darei novidades assim que puder mas posso desde já adiantar que uma das listas para os órgãos nacionais e uma das listas para a Secção Regional Sul merecem todo o meu apoio e consideração.

Pessoas sérias, de provas dadas, com postura séria no mercado do projecto, que trabalham em arquitectura (e que por isso sentem na pele os problemas que os arquitectos "a sério" sentem), fartos da Ordem dos Arquitectos que temos, com ideias muito claras e com muita vontade de trabalhar.

Diogo Corredoura.

 

Anonymous Mr. Paulo Lopes said ... (segunda-feira, 13 agosto, 2007) : 

A mim parece que estas danças de tachos são mais obra de socialistas ávidos de poder do que de pessoas competentes, analise-se o que fez H. Roseta na ordem, tb arquitecta e supostamente conhecedora dos problemas dos arquitectos. Para além do governo, andará a maçonaria metida nisto tb? Certamente que sim.

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 13 agosto, 2007) : 

"analise-se o que fez H. Roseta na ordem"


Não fez nada de jeito

Ainda por cima abandona o barco a meio.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 14 agosto, 2007) : 

Como é que uma pessoa que quase não fez arquitectura, de quem não se conhece obra nenhuma e que passou os últimos 30 anos metida na política poderia conhecer os problemas dos arquitectos?

"Para além do governo, andará a maçonaria metida nisto tb? Certamente que sim."

Acho fantásticas estas afirmações. Disparar primeiro e perguntar depois quem vem lá...

Para já são oficiais duas candidaturas aos órgãos nacionais: a do Luis Conceição e a do João Rodeia. A 1.ª é de uma pessoa se tem sabido manter coerente, que tem trabalho feito em obra e no ensino e opiniões muito próprias e sérias sobre o caminho a fazer na Ordem dos Arquitectos. A 2.ª é de uma pessoa que representa a continuidade da Helena Roseta (é o actual Presidente do Conselho Nacional de Delegados da OA) e que arruinou o IPPAR (na sua credibilidade e na sua conta bancária) quando por lá passou.

É fazer as contas de cabeça...

No que respeita à Secção Regional Sul, há a lista que a Leonor Cintra Gomes (sua actual Presidente) está a tentar montar e a lista encabeçada pelo Nuno Malheiro. Da Leonor Cintra Gomes já se conhece o trabalho. Do Nuno Malheiro, basta-me dizer que no seu atelier trabalham 20 pessoas, todas com contrato de trabalho...

Para mim, diz tudo.

Assim que tiver oportunidade, divulgarei aqui as listas do Luis Conceição e do Nuno Malheiro.

Diogo Corredoura

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 20 agosto, 2007) : 

Lendo os artigos 10º e 11º dos Estatutos da Ordem, parece-me que também o Luís Conceição não se poderá candidatar a nenhum dos órgãos. Mas o Manuel Vicente pode candidatar-se a órgãos que não o Conselho Directivo (por exemplo à Assembleia Geral). É o que me parece, mas não sou jurista...

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 20 agosto, 2007) : 

O Luis Conceição pode candidatar-se porque não pertence a nenhum órgão executivo - a leitura que se deve fazer é que não se poderá candidatar quem pertença ao conselho directivo.

Mas, apesar da opinião favorável do jurista e só por via das dúvidas, ja avançou com o pedido de suspenção de funções do cargo de director do curso da Lusófona.

Diogo Corredoura.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 21 agosto, 2007) : 

helena roseta .- rosa cruz
luis conceição - lusofona - maçonaria

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 21 agosto, 2007) : 

ps - maçonaria

 

Blogger Associação de Defesa dos Interesses de Monsaraz said ... (quarta-feira, 22 agosto, 2007) : 

As Ladeiras Históricas de Monsaraz estão a ser arrasadas, por obras realizadas sem qualquer tipo de painéis de identificação pelo que se desconhece o seu enquadramento legal.

Por entendermos que estas obras são prejudiciais para a imagem de Monsaraz e para a sua qualidade ambiental e paisagística e ainda por questionarmos a sua legalidade, face ao que delas é visível, vimos por este meio solicitar a actuação e divulgação que esteja ao Vosso alcance.

Todas as informações acerca deste "atentado" ao património histórico, estão disponíveis em http://adim-monsaraz.blogspot.com

Desde já o nosso obrigado.

 

Blogger MV na OA said ... (sábado, 25 agosto, 2007) : 

Como referido no blogue da campanha, a hipótese de Manuel Vicente ser candidato, mantém-se possível. O que foi publicado é uma opinião jurídica e não um parecer vinculativo. De momento, estamos a trabalhar precisamente neste assunto, na esperança de que uma segunda opinião nos esclareça definitivamente. Caso o Arq. Manuel Vicente não possa de facto candidatar-se, há já hipóteses do programa ir adiante com alguém que o substitua nesta causa. Mais adiantamentos serão publicados no início de Setembro.

Obrigado pela atenção.

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 03 setembro, 2007) : 

... quem é a lista do norte?
... aqui necessitamos de ar novo.
e desculpem-me, mas depois da performance de manuel vicente em serralves aquando da discussão da revogação do 73/73, não me parece nada bem (para todos os arquitectos) que ele sequer pense em eventual possibilidade... seria o fim.
Manuel Caldas

 

Anonymous arq! said ... (terça-feira, 04 setembro, 2007) : 

Já ouvi falar sobre isso, engraçado .

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 04 setembro, 2007) : 

Com todo o respeito, pelo manuel vicente, parece-me que está na idade da reforma e não de reformar coisa nenhuma.

Por outro lado... reformar o quê? para quê? e como?

Bem... deve ser reformar a reforma: em vez de ser a caixa nacional de aposentações pagamos nós.

 

post a comment