quinta-feira, agosto 23, 2007

Ainda MV

"O que é que vocês vão fazer em relação aos licenciados que querem entrar na Ordem?
O processo de ingresso à OA encontra-se presentemente bastante simplificado; este foi aliás um dos trabalhos mais importantes do mandato vigente. Consideramos este ponto como estabilizado havendo outras políticas de base (e antes desta) que necessitam de alterações."

via: http://mvnaoa.blogspot.com/



Trabalho importante que não constava do programa, mudaram as coisas porque foram obrigados .

Quantas vezes foi pedido a Helena Roseta para terminar com a discriminação, e a resposta era só uma: NÂO

Se MV considera o SE [sistema de escravatura] estabilizado então que aproveite e faça boa leitura deste blog para perceber o que significam os estágios que o OA criou.

Comments on "Ainda MV"

 

Blogger MV na OA said ... (domingo, 26 agosto, 2007) : 

Quanto a nós o problema dos estágios é grande e não será simples de resolver.

A existência de ateliers que se limitam a "rodar" estagiários de nove em nove meses, para além de não satisfazer a boa evolução profissional de arquitectos em início de carreira, compromete a desejada qualidade profissional. Ou seja, se um arquitecto estagiário não tem hipóteses de progressão profissional aquando o fim do seu estágio, não se pode acreditar que Portugal é um país com futuro na qualidade arquitectónica (que, no presente, é já de si duvidosa...).

Portanto, este problema dos estágios, para além de ser um grande problema (~10.000 membros), é também vários problemas.

A solução não é fácil e requer discussão; opções.

Quanto a isto, apesar do vivo diálogo que temos mantido ainda não chegámos a nenhuma conclusão.

No entanto, há hipóteses que, uma vez verificada a sua possibilidade jurídica, serão expostas. A seu tempo.

 

Blogger MV na OA said ... (segunda-feira, 27 agosto, 2007) : 

Outra questão, o que consideramos "estabilizado" é o processo de ingresso à Ordem (como expresso na pergunta que nos foi colocada, aliás), ou seja, toda a documentação e procedimentos burocráticos foram simplificados no passado mandato. Não se confunda "processo de ingresso na Ordem" com "falta oportunidade profissional, ciclo vicioso e discriminação de estagiários", porque, como já explicado no comentário acima, essa história é outra.

E não, o Arq. Manuel Vicente NÃO considera que o "SE" esteja estabilizado, pelo contrário, muito pelo contrário.

Bem sei que "quem conta um conto, acrescenta um ponto", mas este equívoco deixou-me triste.

Também eu sou arquitecto-estagiário...

Sérgio Xavier

 

post a comment