segunda-feira, abril 24, 2006

DISCUSSÃO DO "NOVO" SISTEMA DE ADMISSÃO À ORDEM DOS ARQUITECTOS

A propósito deste texto, da APELA surge o seguinte comentário :

"pc disse...

Assisti à apresentação da proposta da OA para o novo sistema de admissão, em que a Roseta passou todo tempo, de forma simpática, a dar a ideia de que estão aliviados por finalmente poderam desvincular-se da responsabilidade (que nunca tiveram!) de avaliar os cursos de arquitectura e que seria outra entidade a criar para o fazer.

Que iriam aceitar os alunos de todos os cursos homologados pelo Ministério do Ensino Superior.

Mas, mais à frente, e após pergunta objectiva respondeu que os alunos da Fernando Pessoa continuavam a não se poderem inscrever!

Ora aí vai a pergunta D. Roseta: "A licenciatura em Arquitectura da Fernando Pessoa foi aprovada por um aportaria do Estado Português ou por uma Portaria comprada na Tailândia?! Julguei que só se compravam os passaportes?!

Afinal D. Roseta existem em Portugal Portarias de 1ª, de 2ª e de 3ª ou até mesmo falsas??

Pelos vistos vai ter que engolir um "Sapo com cobra e tudo...!!".

Quando os alunos foram questionados para se pronunciarem sobre a nova prova de admissão (que a OA procurou dar a ideia de simplicidade e facilidade, que até se pode levar para casa mandar fazer por outra pessoa e só precisamos de dar a cara no dia da apresentação), para meu espanto Os alunos da FAUP mostraram um receio sem precedentes para a resolução, do que a OA, não se cansou de insistir, que se tratava de um exercício muito simples que consistirá em apresentar uma simples proposta de um estudo prévio para um pequeno lote urbano.

O que fez a malta da Fernando Pessoa estranhar que os alunos da melhor escola de arquitectura do país ficassem amedrontados com uma questão tão simples, quando eles próprios resolviam tal questão de "gás". Estranhando que os queridos da OA precisassem de "ama" todo o tempo para resolver uma questão de "caca".

Sábado, 22 Abril, 2006"


Será que a Presidente da Ordem dos Arquitectos Helena Roseta está acima do governo e da lei ?


"Sistema de admissão viola igualdade

Susana Represas

"O ministério comandado por Mariano Gago entende que não compete à Ordem dos Arquitectos (OA) rejeitar a admissão a cursos homologados pelo Governo. Actualmente o único curso nesta situação, não reconhecido (e acreditado) pela Ordem, é o da Universidade Fernando Pessoa, do Porto, que segundo a Ordem não respeita a norma europeia, conhecida como Directiva Arquitectos.

Na resposta a um requerimento elaborado pelo Bloco de esquerda, pode ler-se: "O entendimento deste Ministério é o de que a não admissão a estágio de licenciados provenientes de cursos devidamente homologados pelo Governo, mas não reconhecidos pela Ordem, é contrário ao princípio da igualdade e carece de base legal.

Comments on "DISCUSSÃO DO "NOVO" SISTEMA DE ADMISSÃO À ORDEM DOS ARQUITECTOS"

 

Blogger randomblog said ... (segunda-feira, 24 abril, 2006) : 

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 

Blogger randomblog said ... (segunda-feira, 24 abril, 2006) : 

É sempre bom quando a discussão ganha rosto, quando se torna claro com quem se está a falar.
Pelo menos é mais sério.
Seja bem vindo!

 

Anonymous CSI: said ... (segunda-feira, 24 abril, 2006) : 

"respondeu que os alunos da Fernando Pessoa continuavam a não se poderem inscrever"

Isto não faz qualquer sentido, a OA continua com os procedimentos ilegais e ignora todas as recomendações superiores, enfim nada que a OA não nos tenha habituado.

 

Anonymous U~ said ... (segunda-feira, 24 abril, 2006) : 

Enfim, mais do mesmo.
Esta senhora ou é parva, o que não me parece, ou então entrou por um caminho sem volta.
Não sei que mais pareceres e outras evidências serão precisas para aquela corja admitir que cometeu um garnde erro.
Penso mesmo que isso numca vai acontecer, a não ser que se arme a barraca, pois do meu ponto de vista, e esgotadas todas as vias possiveis e imagináveis de conversação, está na hora de mostar-mos os dentes.

 

Anonymous Um arquitecto discriminado said ... (segunda-feira, 24 abril, 2006) : 

Na sequência do que atrás se disse, proponho que aqueles que estão interessado em participar num processo colectivo, enviem para o blog os respectivos dados. Eu comprometo-me a coordenar o processo.

Por agora apenas: Nome, Morada, Universidade, Curso, Data de conclusão de licenciatura, e indicação de estágio concluido ou não.
E também email e nº telefone, para posteriores contactos

O email do blog é:
lic_em_arquitectura@sapo.pt

Nos próximos dias entrarei em contacto com o blog a fim de ver quantos são os interessados e consultar um advogado para saber quanto custará a acção.

De seguida informarei toda a gente que tiver mostrado interesse nesta acção.

Se houver nº suficiente de gente interessada, então marcaremos uma reunião com todos e o advogado.

Até lá manteremos contacto por intermédio de um email a indicar nos próximos dias.

 

Anonymous Um arquitecto discriminado said ... (segunda-feira, 24 abril, 2006) : 

Na sequência do que atrás se disse, proponho que aqueles que estão interessado em participar num processo colectivo, enviem para o blog os respectivos dados. Eu comprometo-me a coordenar o processo.

Por agora apenas: Nome, Morada, Universidade, Curso, Data de conclusão de licenciatura, e indicação de estágio concluido ou não.
E também email e nº telefone, para posteriores contactos

O email do blog é:
lic_em_arquitectura@sapo.pt

Nos próximos dias entrarei em contacto com o blog a fim de ver quantos são os interessados e consultar um advogado para saber quanto custará a acção.

De seguida informarei toda a gente que tiver mostrado interesse nesta acção.

Se houver nº suficiente de gente interessada, então marcaremos uma reunião com todos e o advogado.

Até lá manteremos contacto por intermédio de um email a indicar nos próximos dias.

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 24 abril, 2006) : 

"randomblog said...
É sempre bom quando a discussão ganha rosto, quando se torna claro com quem se está a falar.
Pelo menos é mais sério.
Seja bem vindo!"

ora, quem é o tipo da OA q tem 1 blog de seu nome "rb02.blogspot.com", quem é, quem é?

Tiago Mota Saraiva, excelso Tesoureiro do CDN da OA.

olha a malta da OA à pesca aqui no blog. cuidado, eles andem aí!...

a ver se aprendes alguma coisa, é Tiago?!?

 

Anonymous pc said ... (segunda-feira, 24 abril, 2006) : 

Foi defendida recentemente uma tese de doutoramento em Coimbra pelo Doutor João Pacheco Amorim sobre o tema:Direitos Fiundamentais e Ordens Profissionais - Em especial o Direito de Inscrição nas Ordens Profissionais.

Esta tese que demorou 12 anos a escrever aparece numa altura providencial pois além de extensa (1293 páginas) centra-se num tema muito actual e pertinente que poderá ajudar a por muita gente na Ordem (Ensinar os que lá estão e que se portaram mal e facilitar a entrada aos que estavam cá fora) e isso nos dois sentidos, ensinar e facilitar.

Vamos ver se podemos ouvir alguma conferência dada por este ilustre Professor Universitário e Advogado para nos esclarecer dos nossos direitos.

Logo que seja possível e autorizado pelo autor tentaremos disponibilizar o texto.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 25 abril, 2006) : 

Não havia dúvidas sobre os ordenados dos membros eleitos, aproveitem e perguntem ao tesoureiro da OA o que se anda a passar...

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 25 abril, 2006) : 

A ordem dos Arquitectos preza muito os seus futuros e actuais associados. (RIR)
Relativamente ao que se paga é uma exurbitância relativa à reciprocidade desse pagamento, não me importo de pagar desde que não seja para dar salários a quem não consegue viver da arquitectura e se dedica ao parasitismo artístico.

Não temos conferências relevantes (só aquelas com quem já estamos fartos de ouvir falar - Os mestres);
Não temos serviços de apoio como uma biblioteca (vamos ter um dia que consigam juntar um dinheirito de pois de pagarem os salários aos arquitectos tipo carraça - só sugam);

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 25 abril, 2006) : 

Estes estágios remunerados só servem quem já está implantado no mercado e quem se dedica ao parasitismo artístico. É mais fácil trabalhar na ordem e colocar os escravos a fazer a arquitectura que vai aparecendo, já que no caso dos arquitectos da ordem a crise nunca chega, existe um backup financeiro que fornece estabilidade económica.

E se fosse criada outra associação diferente como no caso dos médicos? Uma aonde o trabalho fosse voluntário (não remunerado) e obrigatório a todos os seus associados, assim não haveria um interesse económico por trás. Iria haver muita gente com compromissos inadiáveis?

Abanaria muito o sistema se todos os arquitectos que trabalham na ordem não fossem remunerados, chama-se trabalho voluntário e não trabalho de carreira.

Desde que se criaram os entraves ao desempenho da pofissão de arquitecto, a qualidade da arquitectura em Portugal melhorou imenso, já não nascem casa tipo humidade (crescem como os cogumelos).

Já agora existe na ordem a verdadeira contradição, isto é, quem tem um curso de arquitectura não pode assinar, mas um engenheiro ou daqueles técnicos não sei bem do quê já podem. Trabalhem na revogação do 73/73, experimentem trabalhar e esuqeçam as reuniões e os almoços pago0s à nossa custa.

Um abraço a todos os que a ordem actualmente humilha com as suas provas e estágios.

 

post a comment