terça-feira, abril 04, 2006

NOVO PROCESSO DE ADMISSÃO

"A Ordem dos Arquitectos vai rever o Regulamento de Admissão, tendo em conta a nova legislação, o Processo de Bolonha e as posições do Ministério que tutela o Ensino Superior.
A decisão foi conhecida na sexta-feira, no fim de uma audiência entre o ministro Mariano Gago e a bastonária Helena Roseta, da qual resultou ainda a responsabilização assumida pelo o MCTES acerca do incumprimento da Directiva Arquitectos no que respeita à notificação a Bruxelas dos cursos de arquitectura homologados em Portugal.
A Ordem já deu parecer favorável a 22 cursos, todos sujeitos, a partir de agora, a uma acreditação nacional de acordo com o DL 74/2006, de 24 de Março, na qual participarão as Ordens profissionais. Só os cursos acreditados por esse novo sistema concederão o grau necessário para a inscrição na Ordem dos Arquitectos.
A ordem considera agora que as águas "estão separadas". O próximo passo é definir como se vai processar o regime transitório.
Para isto estão já marcadas reuniões com os directores dos cursos, associações de estudantes e com a APELA."

Em 6 anos de Ordem dos Arquitectos e sistema de admissão é a 1º vez que a OA fala em "regime transitório".

Será mesmo que a OA vai efectivamente proceder à alteração dos estatutos de forma a não cometer mais ilegalidades, tal como recomenda o Provedor de Justiça?

Pois, como confirma o Provedor de Justiça, o Estatuto da OA não encontra arrimo na Lei de autorização Legislativa no que se refere à alteração do sistema de admissão, com a implementação das figuras de reconhecimento/acreditações dos cursos de arquitectura e a implementação de estágio e de prova de admissão.

Comments on "NOVO PROCESSO DE ADMISSÃO"

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 04 abril, 2006) : 

É preciso que fique sempre bem claro que:

A Ordem é a única responsável por todos os incumprimentos!

A Ordem tem estado a violar a Lei de Autorização Legislativa!

A Ordem não se pode escudar atrás da Directiva porque esta, conforme diz o parecer do MInistério da Ciência e Ensino Superior «Não procede o argumento de que tal sistema se baseia na «Directiva Arquitectos», uma vez que esta não dispõe sobre o acesso nacional à profissão».

E ainda, diz o mesmo parecer que «Quanto ao actual sistema de acesso à Ordem dos Arquitectos, o entendimento deste Ministério, já transmitido à Ordem dos Arquitectos, é o de que a não admissão a estágio de licenciados provenientes de cursos devidamente homologados pelo Governo, mas não reconhecidos ou acreditados pela Ordem, é contrário ao princípio da igualdade e carece de base legal».

A Ordem não tem como se desresponsabilizar sobre as atrocidades que tem cometido com os licenciados desde há 5 anos.

É por isto que tem que responder nos tribunais e pagar as devidas indemnizações!

Não adiantam as manobras da Helena Roseta!

A Ordem é culpada e vai pagar!

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 04 abril, 2006) : 

"Não adiantam as manobras da Helena Roseta!

A Ordem é culpada e vai pagar!"

É ASSIM MESMO!!!! FORÇA...

 

Anonymous csi: said ... (terça-feira, 04 abril, 2006) : 

"O próximo passo é definir como se vai processar o regime transitório.
Para isto estão já marcadas reuniões com os directores dos cursos, associações de estudantes e com a APELA"

Diogo a APELA já foi convocada?

 

Blogger JSB said ... (terça-feira, 04 abril, 2006) : 

Caros Colegas....
Espero que defendam a entrada imediata de todos os recem licenciados e os alunos com o curso a meio.
O novo regulamento deveria somente para quem vai iniciar no proximo ano o curso de arquitectura.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 04 abril, 2006) : 

Finalmente alguma coisa está a ser feita!. Contudo ainda não é o suficiente. Será que para um licenciado em arquitectura (com seis anos de curso, na melhor das hipóteses) apesar de ter frequentado um curso reconhecido, terá ainda que se sujeitar a mais um ano de estágio (a trabalhar de borla para os srs. arqts) e depois ter que fazer um EXAME!!! para poder exercer a sua profissão!!! Isto é um absurdo. Para que é existe um Ordem dos Arquitectos? Só se for para explorar (para não dizer uma coisa mais feia) os colegas. Isto ainda não acabou! apenas nos deram um rebuçado para nos adoçar a boca e mantermo-nos calados....por mais uns tempos.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 04 abril, 2006) : 

Gostaria de saber quais são os 22 cursos aos quais a ordem deu parecer favorável?, será que alguem sabe?
Fui verificar a lista dos cursos reconhecidos e acreditado da OA e surpresa!!! São 22! Será que são estes?

 

Anonymous jornal "o Bufo" said ... (terça-feira, 04 abril, 2006) : 

Título: VIDA EM NÚMEROS Data: 02-04-2006
Fonte: Correio Manhã / domingo Página(s): 16
C/ Foto | Cor

VIDA EM NÚMEROS

Helena Roseta, 58 anos, bastonária dos Arquitectos e sete vezes eleita deputada, votou há 30 anos a Constituição Portuguesa cujo cumprimento a mobiliza ainda hoje para a luta política

 

Anonymous pj said ... (terça-feira, 04 abril, 2006) : 

Amigos isto é um caso de Policia, uma instituição Publica que se digne actuar desta forma deverão os seus dirigentes ser responsabilizados!

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 04 abril, 2006) : 

A policia a seu tempo actuará.

Neste momento já se encontra a decorrer um processo na Procuradoria Geral da Republica.

Não se esqueçam de que a Ordem é uma entidade pública. Como tal não pode passar por cima dos estatutos.

A seu tempo oa membros da ordem serão chamados para responder pelos seus actos.Aqui não existe imunidade parlamentar ou outra que tal para desculpabilizar os actos de gestão negligente.


Existe matéria para tal. Nesta altura ainda se estão a juntar provas para

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

"Regime Transitório" estou à espera de ouvir estas duas palavras desde que acabei o curso em 2002.

 

Blogger BiPri said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

A APELA foi convocada de urgência para uma reunião amanhã, 5ª feira, às 18h, com a OA.

O mais engraçado é que a reunião não nos foi concedida porque a pedimos em Novembro (à 5 meses atrás) mas sim por causa da reunião que a OA teve na 6ª feira passada com o MCTES...

Iremos lá dizer o que é óbvio e que andamos a repetir à anos:
- Novo sistema de admissão, legal e mais justo? Estamos cá para ajudar.
- MAS O NOVO SISTEMA DE ADMISSÃO APENAS PODE ENTRAR EM VIGOR QUANDO A OA TIVER O NECESSÁRIO ENQUADRAMENTO LEGAL PARA O FAZER!!!
- Até que tal enquadramento legal exista, TODOS os licenciados têm o direito à admissão imediata, quer os que estão para trás, quer os que virão.

Para quem quiser ajudar:

Qualquer cidadão (não apenas o ofendido mas todo e qualquer cidadão) pode apresentar uma queixa sobre o sistema de admissão no DIAP - Departamento de Acção e Investigação Penal.

Se não existir um DIAP na vossa zona, entreguem a queixa na autoridade existente: PSP ou GNR. Eles enviarão a queixa para o Ministério Público.

Para apresentação da queixa não é necessário constituir advogado nem existem custos.

Basta que a queixa seja DEVIDAMENTE FUNDAMENTADA e que a acompanhem TODOS os documentos que ajudem a consubstanciar a queixa, seja de forma objectiva ou subjectiva.

Documentos não nos faltam, fundamentos também não, basta algum cuidado e clareza de português e 2 ou 3 horitas para montar a queixa.

Assim que seja possível, iremos disponibilizar um pequeno documento com a indicação de todos os incumprimentos, ilegalidades e inconstitucionalidades, acompanhados com a devida fundamentação.

Vamos pôr os vários DIAP's e delegações do Ministério Público de Norte a Sul do país a investigar esta matéria!!! Quantos mais melhor, porque diferentes pessoas podem ter diferentes juízos e no meio da multidão algum avançará mesmo.

Um abraço a todos quantos têm ajudado a "combater" esta "guerra"!

Dioo Corredoura

 

Anonymous csi: said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Essa reunião é urgente porque lhes convém a eles.

Já existem Novidades do tribunal relativamente a uma queixa apresentada por 60 licenciados, isto parece que vai aquecer nos próximos tempos... ainda não o li mas pelo que me contram mais uma vez adivinhem:

DERAM RAZÃO AOS LICENCIADOS

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Aos poucos, as cartas vão caindo, o castelo já não é seguro...nem podia ser...tão mal guardado que estava...

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Diogo Corredoura, quando é que pretendes enviar as assinaturas? Agradeço que digas qualquer coisa, obrigada.

 

Anonymous FBR said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

A esperança que tínhamos em 2002 está a transformar-se numa concretização. Sabiamos que estes dias haviam de chegar. Sabiamos que tinhamos razão. Obrigado a todos os que se juntaram à causa e que muito bom trabalho têm feito.
Por vezes escrevo no anonimato. Não levem a mal.

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Queixa do sistema de admissão no DIAP. Essa é excelente. Importa que seja QUEIXA CRIME. Se assim for, a responsável da ordem - Helena Roseta - fica logo com termo de identidade e residência, não se podendo ausentar do país por periodo superior a 5 dias. Siga...

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Justiça será feita, colegas não desesperem, como diz o nosso amigo Ricardo Dias "estar na OA pq?" tá-se bem, sinceramente eu já estive mais preocupado com o assunto, até porque a idmenização que a OA me vai ter de pagar vai dar para compensar estes anos de rejeição.

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Quando apresentar provas em tribunal dos projectos que deixei de fazer por causa da rejeição de acesso à ordem e exigir as respectivas indemnizações, até vão CHORAR!!!

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

QUEIXAS CRIME, contra a Helena Roseta no DIAP! É um caminho a seguir... Não custa nada...

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Gostava de saber a opinião dos advogados sobre esse assunto, principalmente da advogada Sara Rosado de Portimão, que sei que também comenta neste blog.
Se ela fizer esse favor.

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Consultas de borla!?
Hem...!

 

Blogger BiPri said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Podem começar a enviar as assinaturas para a APELA, de modo a que possamos começar a contá-las.

A morada é:

APELA
Ninho de Empresas da ARQCOOP
Rua João Nascimento Costa, Lote 7
1900-269 Lisboa

Mas por favor continuem a recolher assinaturas. Enviem só as folhas que já têm completas. As assinaturas não serão entreges antes do final de Maio, por isso ainda há tempo para recolher muitas mais.

Queremos passar as 4.000 com grande folga!!!


Caro csi:
Se fosse possível fazer chegar essa informação, muito lhe agradecia.
Sabe que tenho especial interesse nesse processo em particular. ;)

Um abraço,

Diogo Corredoura

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

atenção que as queixas têm de ser MUITO BEM FUNDAMENTADAS e devem ser acompanhadas de toda a informação possível, mesmo que pareça irrelevante.

nada de andar a fazer queixinhas ou a despejar rancores. estas coisas têm de ser bem feitas, com cabeça, tronco e membros.

está em causa a aceitação das queixas e o seu provimento. tem de haver seriedade mas também objectividade.

 

Anonymous csi: said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Peço desculpa pela antecipação :( mas afinal o caso não é o das 60 pessoas mas sim relativamente a um colega.

Ai se os tribunais fossem mais rápidos ...

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Atenção que as queixas-crime, não se dirigem só à presidente Helena Roseta mas a todos os eleitos que constituem os órgãos da Ordem!

TODOS SÃO CONIVENTES COM O SISTEMA QUE IMPLEMENTARAM DESDE 2000!!!!

A lista é grande e a responsabilidade é de todos!

Todos terão que prestar contas em tribunal!

As provas de discriminação, usurpação de poderes, gestão danosa, etc., etc., são muito fáceis de comprovar!

NÃO SE ESQUEÇAM QUE A DIGNIDADE QUE NOS FOI NEGADA TEM DE SER REPOSTA E DELA NÃO PODEMOS ABDICAR NUNCA!

PORQUE A ORDEM FEZ TUDO PARA NOS EXTINGUIR!!!!

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

...É VERDADE QUE OS ORGÃOS ELEITOS PARA A O.A. NÃO PODEM SER RENUMERADOS??

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Hum...

Essa das remunerações... ainda está para vir!

Aguardem, meus Caros, aguardem!

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

ESSA ERA INTERESSANTE PARA UMA QUEIXA!!

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

....PODIA SER QUE TOMASSEM UMA ATITUDE PARECIDA AOS ADMINISTRADORES DE HOSPITAIS PÚBLICOS....

APENAS SERIAM QUASE QUATRO ANOS DE RENUMERAÇÕES ILEGAIS!!

SERÁ QUE OS MEMBROS EEFECTIVOS DA O.A ESTÃO A PAR DISSO

O ADMINISTRADOR DO BLOG BEM Q PODERIA PENSAR EM FAZER UM POST E DIVULGAR TAL SITUAÇÃO...FICA A IDÉIA

 

Anonymous csi: said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

"QUATRO ANOS DE RENUMERAÇÕES ILEGAIS!!"

Pah vocês são um bocado bufos, eu não quero ser vosso inimigo dassss...

 

Anonymous csi: said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

:D

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

"Atenção que as queixas-crime, não se dirigem só à presidente Helena Roseta mas a todos os eleitos que constituem os órgãos da Ordem!"
PARA MIM ELA É QUE É RESPONSÁVEL POR ESTA TRAPALHADA TODA. É ELA QUE DEVE SER JULGADA.

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Sobre o Provedor do Estagiário:

É definido no Regulamento de Admissão (Artº 6º) e no Manual do Estágio que o Provedor do estagiário é:

"uma figura com estatuto independente dos órgãos sociais da Ordem, dotado de poderes que lhe permitam zelar pelo cumprimento das obrigações e garantir a eficácia dos direitos de patronos e estagiários».

Ora, essa figura é, nem mais nem menos que o Arq. JOÃO AFONSO, que é ao mesmo tempo, membro do Conselho Directivo Nacional com os pelouros da Promoção da Arquitectura, da Admissão, da Organização, Portal, Modernização, Comunicação e Estatutos e ainda Secretário Geral da Ordem.

Este senhor (segundo o relatório de despesas de 2005 da OA)recebeu de remunerações em 2005, 40.060, 60 Euros.

Na prática:

- Quanto à independência, nenhuma!

- Quanto à eficácia dos direitos dos estagiários, não existe!

- Quanto à existência da própria figura, A Ordem sempre disse que não havia Provedor do Estágio!

- Quanto à remuneração...(já não é preciso fazer as contas)...QUARENTA MIL E SESSENTA EUROS E SESSENTA CÊNTIMOS, em 2005.

Boa Páscoa, JOÃO AFONSO

 

Anonymous arq! said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Nunca imaginei que o pessoal da OA ganhasse tanto dinheiro, ganda TACHO!!! E para isso ando eu a pagar 60 contos por um estágio!!!!!!

Boa PAscoa seu grande filho de uma P____

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 05 abril, 2006) : 

Acham que devia de ser pela defesa da arquitetura?
Essa é para rir. Eles querem é defender as suas universidades e o tacho. Ninguém aguentava tanto tempo este barco, a não ser que, saindo, perdesse muito. Ou não querem que se descubra muita coisa quando tiverem de sair.
Uma parte deles não passava de uma cambada de desempregados, que conseguiu coito na ordem.
Eu sempre disse que não estavam a lidar com crianças, nem com miúdos do secundário. Estão a lidar com adultos que não estão dispostos a hipotecar a vida às mãos de uma cambada de animais, que, além de estarem de má fé, são maus.

 

Anonymous arq! said ... (quinta-feira, 06 abril, 2006) : 

E o Provedor de Justiça não diz mais nada? é assim ?

 

Anonymous Anónimo said ... (quinta-feira, 06 abril, 2006) : 

Já alguém sabe o resultado da reunião da APELA com a ordem?

 

Anonymous Anónimo said ... (quinta-feira, 06 abril, 2006) : 

.....

 

Anonymous Anónimo said ... (quinta-feira, 06 abril, 2006) : 

.....

 

Anonymous Anónimo said ... (quinta-feira, 06 abril, 2006) : 

A reunião foi ás 18H e provavelmente a APELA irá comunicar as novidades brevemente

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

será que é a ordem da desordem vai mudar... ou continua igual

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

A Ordem certamente vai mudar, mas é para PIOR!

 

Anonymous csi: said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

Para pior, se nós permitirmos que isso aconteça, de qualquer forma poir do que está acho dificil

A quantidade de processos que estão ser colocados contra a OA é avultada .

Mas o mais estranho é que a OA não fala dos processos que estão em tribunal contra si, acho que se esta fosse transparente informava os seus associados do se está a passar e o que poderá acontecer.

Porque vão acontecer coisas que não vão ser muito boas para OA pois da sentença já não se livra, por isso Helena Roseta quer acabar o mandato e ser esquecida para sempre e os que vêm depois que resolvam.

Esta senhora é uma cobarde, tem demonstrado incompetência e não consegue nada para os membros! apenas consegue é mão de obra GRátis através dos estágios.

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

Ainda não há novidades da reunião entre a APELA e a OA?
Espero que tenham chegado à conclusão que devem suspender o Regulamento de Admissão, como forma de ressarcir os licenciados com a entrada imediata. Mesmo assim não é suficiente para colmatar os prejuízos causados.

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

Não é facil ressarcir os licenciados. Os actuais orgãos da Ordem têm que se demitir em bloco.
Tosse Cavernosa, arquitecto.

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

Esta ordem continua a mostrar uma preptencia e uma arrogancia tão grande... será que eles ~pensam que isto não se pode voltar contra eles, estes senhores deviam ser todos expulsos da ordem e nunca mais poderem se inscrever na ordem, de modo a preceberem o mal que têm feito aos outros.

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

Esta direcção da ordem, nunca devia ter nascido.

Tosse Cavernosa, arq.

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

A APELA não diz nada, é porque as notícias não são as melhores.

 

Anonymous U~ said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

oh pessoal!
Onde pára o bipri?
Deve-nos querer matar com o suspense.
Bipri diz qualquer coisa se não for pedir muito.

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

pois é, já estava na hora de transpirar qualquer coisa.

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

Também sou da opinião que não é só a Helena Roseta a culpada pelas ilegalidades que a OA tem vindo a fazer, o João Afonso e todos os orgãos dirigentes desde 2002 têm que ser responsabilizados. E não se iludam: é claro que têm havido muitas remunerações pelos cargos que desempenham, lembrem-se que muitos ditos arquitectos que estão na OA, estão lá desde que tiraram o seu curso, nunca trabalharam noutro lado e sempre viveram à custa do mesmo. Um dia isto terá que acabar!

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 07 abril, 2006) : 

muita curiosidade....
mas acreditem que se até aqui a Ordem nunca reconheceu os seus erros, não vai ser fácil suspender o regulamento de admissão!
Mas força! Estamos cá para continuar a lutar!
entretanto....bipri?! hello? any news, can you give us any news?? mesmo que más... nós acreditamos na nossa força e estamos cá para não parar a luta!!!

 

Anonymous csi: said ... (sábado, 08 abril, 2006) : 

Acho que a Helena Roseta raptou o Diogo e este já está em cativeiro na OA, esta só quer um resgate de todos a fazer exame para ela não ficar mal...

 

Anonymous Anónimo said ... (sábado, 08 abril, 2006) : 

A Ordem dos arquitectos foi tomada de assalto por uns quantos "cromos", daí a maioria dos arquitectos se alhear completamente desta e a usar exclusivamente para a sua declaração anual de inscrição (veja-se o número de presenças em qualquer assembleia da Ordem ou noutro qualquer acontecimento relevante para a classe).
A senhora arquitecta Helena Roseta encabeça a "pandilha" se bem que os seus objectivos sejam os da promoção politica e só, de outra forma já ela faria parte do passado histórico, (convenhamos que estaríamos bem melhor porque ela na OA faz pouco e mal).
Dos outros orgãos sociais da Ordem em especial os directamente responsáveis pelos processos de admissão, são tantas as tropelias feitas, as vigarices, atropelos legais e de abuso de poder que nos conduz à dedução lógica de que estes rapazes além dos seus "tachos" (alguns manifestamente ilegais) defendem uma cabala de interesses obscuros que nada tem haver com a arquitectura ne com as suas boas práticas.
Forçados ou não presistem em manter uma postura de arrogância como se donos da casa fossem,(talvez sejam!!!), tirando partido da lentidão dos meios judiciais e menosprezando levianamente os pareceres das diferentes entidades, TRAMAM um conjunto de licenciados que SÃO TÃO PROFISSIONAIS COMO ELES.

Á RISCA

 

Anonymous Anónimo said ... (sábado, 08 abril, 2006) : 

Então Diogo, que se passa? Não há novidades????

 

Anonymous Anónimo said ... (sábado, 08 abril, 2006) : 

Já apetece abandonar a petição. A APELA não dá novidades?

 

Anonymous Anónimo said ... (sábado, 08 abril, 2006) : 

Prezados colegas

Também eu estou curioso para saber o que se terá passado na tal reunião com a APELA. Mas se o Diogo ainda não nos informou, é preciso ter alguma calma. Haverá, certamente, uma justificação e ele sabe o que faz, por isso, vamos aguardar sem grande alarido.

A nossa razão já está declarada por tudo quanto é pareceres a nosso favor - esses já ninguém nos tira - portanto, a vitória está já muito próxima.

Não se assustem também com as "bocas" da Roseta, porque as ilegalidades estão "preto no branco" e são incontornáveis.

Acreditem que os senhores da Ordem têm muitos mais motivos para estarem preocupados que nós. A justiça está a cair-lhes em cima.

A pressão e a luta tem de se manter no máximo...porque já falta pouco!

 

Anonymous Anónimo said ... (domingo, 09 abril, 2006) : 

Deve ter sido proibido pela Lenita de escrever aqui no blog, a senhora está muito chateada com as coisas que aqui se escrevem sobre ela e a OA, e sabem que mais ainda bem!

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

A Lenita não pode ficar chateada com o que se escreve no BLOG. É aquilo a que se chama LIBERDADE DE EXPRESSÃO. Que aguente, se quiser... senão que se demita!

 

Blogger JSB said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

Como leitor regular deste blog.....
interessado e apoiante,gostava de ter noticias....
Quando existem!!!!!!!!
Ou o segredo sobre o assunto será favoravel??????

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

Estamos todos ansiosos por saber as últimas da reunião com a APELA.
Para quando?
Então Diogo? Tá-se de férias?
Queremos novidades.... sejam boas ou más!!!

 

Blogger arqportugal.blogspot.com said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

Ainda não existem novidades sobre a reunião da passada quinta feira da APELA com a OA, quando essas noticias chegarem serão logo publicadas como é habitual.

 

Blogger JSB said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

Espero que o que tenham proposto para um acordo relativamente ao regime transitório de admissão a entrada de todos os licenciados e estudantes até a dada.......
Será que aguardam uma resposta da ordem sobre a vossa proposta?

 

Blogger BiPri said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

Há novidades, pois claro que há. Mas também somos humanos e o tempo não tem sido muito. Aliás, tem sido bastante escasso!

Peço a vossa paciência. Assim que tiver tempo colocarei a informação toda aqui no blog.

Até já!

Diogo Corredoura.

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

Novidade... Venham elas!

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

Como dizia o outro: "deixem-nos trabalhar!" Deixem o homem trabalhar!

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

Já cheira a suor !!!!!!!!!!

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 10 abril, 2006) : 

Pelo que parece existem pessoas que frequentam o blog, não com a vontade de empreender um esforço conjunto com um determinado fim, que é a erradicação das prepotências corporativas levadas pela O.A., mas com a intenção de boicotar e provocar aqueles que mais directamente se empenham deste processo contra a O.A.

É uma pena que assim seja!!!!!!!!

 

Blogger BiPri said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

Ora, antes de mais quero pedir desculpa pelo atraso na "postagem" de novidades. Contudo, como disse anteriormente, o tempo tem sido um bem escasso. Afinal, também somos humanos, temos os nossos empregos e também famílias!

Mas indo directo ao assunto: reunião com a Ordem dos Arquitectos, no passado dia 6 de Abril.

O que se passa, resumidamente, é o seguinte:
- o Governo aprovou uma nova lei (Decreto-Lei 74/2006, de 24 de Março) sobre a avaliação do ensino superior;
- essa nova lei prevê um novo sistema de avaliação e acreditação de cursos, a aplicar a todo o ensino superior, que se justifica com a desadequação do anterior sistema aos fins pretendidos, com o novo modelo de financiamento do ensino superior que se pretende implementar e com o "Processo de Bolonha";
- a OA teve uma reunião com o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, onde este confirmou que a OA não tem nada que andar a avaliar os cursos de ensino superior de arquitectura, ao que esta concordou;
- o Ministro disse que a OA não pode continuar com o actual sistema de formação complementar, uma vez que tem o monopólio da formação e tal não pode acontecer;
- aproveitando o facto de o sistema de admissão já estar a ser revisto, a OA quer aproveitar esta nova lei para deixar de fazer acreditações e reconhecimentos, fazendo só estágios e exames para TODOS os licenciados a partir de 2007.

A OA parte de dois princípios correctos: não deve fazer avaliações de cursos e o sistema tem de ser igual para todos. Como tal, pretende ter o novo sistema em vigor em 2007 e procura antever todos os possíveis "casos" que possam surgir durante o período de transição. Sim, desta vez haverá um "período de transição"...

A OA apresentou um esquema sobre os princípios básicos do novo sistema, o qual é, basicamente, uma cópia da proposta que a APELA já tinha apresentado em Fevereiro de 2004. Posto isto, o que a OA pretendia no fundo era que nós conseguíssemos colocar na mesa todos os possíveis casos que possam surgir com a passagem de um sistema para o outro.

Por exemplo:
- que acontece se fulano chumbou no exame, deixou de ter de o fazer porque o curso passou a acreditado mas não requereu a admissão no fim do estágio e agora a OA diz que tem de fazer exame de novo?
- que se faz com os cursos que entretanto solicitaram a acreditação ou reconhecimento, tendo a OA suspendido o processo para avançar com a revisão do RA?
- deve o modelo de estágio ser alterado?
- deve o patrono ser mais responsabilizado?
- devem continuar as formações complementares?
- deve existir um sistema de créditos que permita que as pessoas aproveitem a formação ao longo da vida para efeitos de equivalência das formações que a OA pretende que os estagiários façam?
- etc, coisa e tal.

A APELA fez no início da reunião uma clara separação entre o que considera a ilegalidade do sistema e a participação na elaboração de um novo sistema de admissão.

Em relação a este último, a APELA já apresentou em 2004 uma proposta de sistema de admissão, a qual será agora actualizada embora mantendo os princípios que nortearam na altura. A APELA não se coibirá de "meter a colher" no novo sistema de admissão e quer acompanhá-lo de muito perto.

Contudo, e pegando no primeiro aspecto, deixámos bem claro que o contributo para o desenho de um sistema de admissão não significa que concordemos com a sua entrada em vigor sem a necessária alteração do Estatuto da OA, o que só poderá acontecer com nova Lei de Autorização Legislativa emitida pela Assembleia da República.

Ou seja, até que a Assembleia da República emita nova LAL prevendo de forma inequívoca a existência de um outro sistema de admissão que não seja a admissão directa e até que o Governo publique novo Estatuto da OA que defina com clareza esse mesmo sistema, a APELA tudo fará para provar que a OA está errada e para fazer valer os direitos dos estudantes e licenciados.

Até que tal aconteça, TODOS os que estão para trás e todos os que virão terão o direito de entrar directamente. Esta postura foi reafirmada no final da reunião.

A OA continua convencida de que tem razão e não se está a preocupar minimamente com os processos a decorrer em tribunal.

Só a título de curiosidade, a OA acha que a proposta de alteração do Decreto 73/73 vai passar na AR na votação na generalidade (à rasquinha, mas acham que passa). Já na votação na especialidade, aí já têm muitas reservas na sua aprovação.

Um elemento do CDN condessava-nos que a APELA "foi usada" pelos Deputados, uma vez que na Comissão do Trabalho estes estarão a confundir deliberadamente o 73/73 com a admissão. A minha resposta foi que a APELA não controla a vontade dos Deputados. Felizmente.

Tirem as vossas próprias conclusões.

Portanto, em resumo, nada de verdadeiramente novo.

A verdadeira novidade é que o Grupo Parlamentar do CDS/PP apresentou finalmente o seu requerimento ao MCTES. Já o enviei para o administrador do blog, espero que brevemente esteja aqui publicado.

PS e PSD - zero, nada, nicles!!!

Um abraço a todos e, mais uma vez, perdoem o atraso nesta "postagem" e em futuras participações. Até 9 de Maio a coisa não está fácil para estes lados.

Diogo Corredoura

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

A ansiedade é muita, mas numa luta de há 6 anos quem espera sempre alcança!
E lembremo-nos a verdade está do nosso lado.
Força Diogo e Apela e a todos os que têm ajudado nesta luta pelos direitos e igualdades de todos os arquitectos!

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

Diogo, quero agradecer o tempo que tens disponibilizado, afinal o tempo é um bem precioso, obrigada por tudo.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

Diogo, quero agradecer o tempo que tens disponibilizado, afinal o tempo é um bem precioso, obrigada por tudo.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

Os meus agradecimentos ao Diogo, por tudo o que tem feito pelos Licenciados em Arquitectura.

 

Anonymous paulo said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

No fim das contas, os Licenciados continuam lixados e vexados.
NADA DE NOVO!

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

O DIOGO CORREDOURA, enquanto Presidente da APELA, não se tem poupado a esforços para defender os licenciados. Parece que a reunião não nos foi muito favorável, aliás, não se poderia esperar melhor da parte da OA, enfim, convencidos de que têm razão.
Contudo, convém fincar pé e não admitir que o sistema seja alterado sem que exista uma transição para todos nós que temos vindo a ser prejudicados, que não pode deixar de ser a admissão IMEDIATA e sem mais.
A luta continua...
Parabéns DIOGO.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

Conforme se constata, a OA continua irredutível quanto à admissão dos rejeitados.

É bom que aqueles que ainda não contactaram advogados ou ainda não têm processos em tribunal o façam, pois a OA só cederá com uma sentença judicial e essa, aplica-se a quem a requereu.

A par do trabalho incansável da APELA e do Diogo, todos nós, individualmente, também temos de manter as iniciativas de pressão, sejam requerimentos aos ministérios, deputados, Presidente da República e processos judiciais.

Boa luta

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

Antes de mais, o meu muito obrigado também pelo esforço inexcedível do Diogo e da APELA relativemnte a todo este processo intrincado! Quanto às poucas ou nenhumas novidades que sairam desta reunião, é lógico que os Processos decorrerão "normalmente" nas instâncias judiciais. O problema é que este "normalmente" é uma eternidade, dada a morosidade da justiça em Portugal. E até lá nós continuamos impedidos de exercer a nossa actividade, para a qual nos licenciámos, e os dias, semanas, meses e anos correm e o impasse continua, sabendo nós de antemão que a revisão do R.A. se aproxima, e ficando nós novamente numa "terra de ninguém", e sem saber bem o que nos espera, como tem acontecido. Eu já estive sujeito ao R.I.A., agora estou sujeito ao R.A., e no futuro não sei bem, mas que não há-de ser nada de bom, lá isso é um certeza. Daí que ache que temos de partir para outras formas de protesto e de luta, sejam lá elas quais forem. Senão a Ordem continuará na sua impunidade, de olhos e portas fechadas, à nossa realidade profissional. Sou da opinião que não podemos somente estar à espera das decisões dos tribunais, que irão tardar e muito, como sabemos. Temos de voltar a ter uma posição de força e de união, e quiçá ainda mais acentuada, pois este Regime de Admissão tem de cair dentro de pouco tempo, e não podemos nem devemos estar à espera da sua revisão, que não nos trará nada de bom, como bem sabemos! É que a Diplomacia não nos tem ajudado muito... Abraços e saudações a todos os colegas empenhados nesta luta!

 

Anonymous B.E. said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

Acho que este colega tem razão.
Não chega ter processos em tribunal, não chega negociar e apresentar propostas, não chega.
Temos que nos mobilizar para uma luta mais RADICAL. Não se assustem com o termo, mas acredito sinceramente que é por aqui, e tem de ser agora, enquanto o novo RA não é aprovado. Obviamente que não tenho a solução mágica, mas estou disposto a participar na elaboração de uma estratégia.
Pensem nisso.
Relativamente ao esforço da APELA, claro que subescrevo as felicitações.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 11 abril, 2006) : 

Ao último colega:
AVANCE, pode contar com opoios vários. Surjam as propostas, que gente, arranja-se...

 

post a comment