segunda-feira, junho 20, 2005

PATRONOS NÃO HÁ MUITOS

Noticia no Jornal "O Independente"

"A maioria dos licenciados em Arquitectura não tem acesso ao estágio de um ano nas condições previstas pela Ordem dos Arquitectos Conseguir entrar para o mercado de trabalho parece ser uma tarefa hercúlea para os licenciados em Arquitectura.

Além do exame de admissão à Ordem dos Arquitectos (OA), a que os estudantes vindos de cursos apenas reconhecidos pela ordem têm de submeter-se para poderem assinar projectos, são obrigados-a fazer um estágio de um ano.

O que não seria nada de extraordinário não fosse o facto de haver muito poucos profissionais que se disponibilizam para ser patronos. De acordo com o manual de estágio, faz parte das competências da OA "criar e manter actualizada e pública (por exemplo, através do seu "site" na internet) uma lista de entidades potencialmente disponíveis para enquadrar estágios da OA".

Acontece que segundo um grupo de licenciados em Arquitectura, nada disto existe. Perante a dificuldade de encontrar forma de cumprir o devido estágio, muitos já se dirigiram à ordem para pedir ajuda, mas as propostas aí encontradas são raras, "em cascos de rolha e nem sequer são remuneradas".

A remuneração do estágio é outra questão levantada pelos licenciados, já que a maior parte dos trabalhos que encontram não prevêem qualquer tipo de salário ou oferecem apenas compensações muito baixas.

Pior. depois dos seis anos de curso - que muitas vezes integram estágios mas que a ordem não considera -, os candidatos têm de pagar 300 euros para inscrever-se no estágio. "


A ordem dos Arquitectos anda preocupadíssima e quer ajudar os recém licenciados, para isso criou uma lista de imensas propostas de estágio tais como:

Câmara Municipal_N.º Estagiários_Observações

Elvas_2_Não Remunerado - Existem 13 situações destas anunciadas no site da OA, isto é simplesmente vergonhoso

Fafe_1_Só do respectivo Concelho - Existem 3 situações destas anunciadas no site da OA, isto é discriminação e a ordem compactua com isto


É assim que a OA dá o exemplo ao mercado de trabalho.
As poucas ofertas de trabalho que apareciam passaram a ser ofertas de estágio não remunerado.
Isto é uma vergonha!!!


Lista de estágios Completa em PDF


A ORDEM DOS ARQUITECTOS ANDA A PUBLICITAR ESTÁGIOS PRECÁRIOS DISCRIMINATÓRIOS E NÃO REMUNERADOS NO SEU SITE
__________________________________________

O MAIS INCOMPREENSIVEL É ISTO:

(publicado no jornal da OA em Janeiro de 2005)

"RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO DIRECTIVO NACIONAL

A REMUNERAÇÃO DOS ESTÁGIOS PROFISSIONAIS

Tendo em conta a Moção aprovada no 10º Congresso dos Arquitectos, e no âmbito do início da aplicação do novo Regulamento de Admissão, o CDN entende reforçar a sua recomendação para que os Estágios realizados ao abrigo deste Regulamento sejam remunerados.

O CDN alerta para o facto de a não remuneração dos estágios poder constituir matéria de incumprimento dos artigos 9º(relativo à Remuneração do Arquitecto) e 12º (relativo aos Deveres do arquitecto empregador ou responsável hierárquico) do Regulamento de Deontologia da Ordem dos Arquitectos,"

É caso para perguntar onde está o rumo da OA ?

Comments on "PATRONOS NÃO HÁ MUITOS"

 

Anonymous arq|estagiário said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 

O estágio da ordem = ordenados miseráveis concorrência desleal banalização do arquitecto,

Eu já estou a sentir isso na pele

Desculpem me lá mas que grandes FDPS

Afinal os cursos de arquitectura já tem estágio integrado para que andar a inventar tal aberração?

Para a ordem encher os bolsos de euros, à pala de uns país miserável.

Não seria mais simples deixarem as pessoas trabalhar NATURALMENTE!!!!!!

 

Anonymous ARQUITECTO ESTAGIÁRIO said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 

Arqª. Helena Roseta


TAMBÉM GOSTAVA QUE RESPONDESSE SE A REPETIÇÃO DE ESTÁGIO PARA AQUELES QUE JÁ O FIZERAM ACADEMICAMENTE NÃO É APENAS PARA EFEITOS DE ARRECADAR RECEITA?

AS RECEITAS DAS VERBAS ENTREGUES PELOS ESTAGIÁRIOS DÃO MUITO JEITO? NÃO É VERDADE?

Resumindo, estamos perante um processo maquiavélico e kafkiano em que além da Ordem não permitir a entrada dos licenciados na ordem e/ou obrigá-los a duplicar um estágio que já tinham realizado academicamente, ainda consegue que estes lhe proporcionem receitas sendo, ao mesmo tempo, explorados fazendo o trabalho de desenhadores e de administrativos em estágios não remunerados, como se prova neste blog.

Como já chegou a dizer " SE CONCLUÍSSE QUE ALGO ESTARIA CONTRA A LEI, EU PRÓPRIA SERIA A PRIMEIRA A ALTERAR O ESTADO DA SITUAÇÃO", então aceite o desafio de comentar aqui, EM NOME PRÓPRIO E DA ORDEM, entre outros assuntos relacionados, o teor da notícia deste blog sobre os estágios.

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 

ORDEM DOS ARQUITECTOS, SA

Esta não é uma instituição de interesse público, sem fins lucrativos. Esta é uma empresa bem implantada no território nacional, líder de mercado, sem concorrência e de economia florescente.
Como se conseguem estes resultados? Ora, com uma boa estratégia, um bom plano de facturação, apoiados por um bom Concelho de Administração que lidera de improviso, se ajusta às conveniências, faz leis à medida e mete o Estado de Direito na gaveta.

O levantamento das inconstitucionalidades, ilegalidades e discriminações está feito e fundamentado em parecer jurídico anexo à queixa ao Provedor de Justiça.

O Provedor ainda não respondeu porque está deveras embaraçado com a gravidade da situação. Mas vai ter que responder!

Quanto ao novo exame...Nem posso ouvir falar! Já me enganaram, exturquiram e humilharam duas vezes. Só volto à Ordem no dia da manifestação, com a comunicação social.

Ao "Valha-nos deus", representante da Ordem, que costuma aparecer por aqui, no blog, quero pedir-te que te centres mais no tema -problemática do acesso à Ordem- e menos na tua formação de líguas e literaturas...porque arquitecto, certamente, não és.
O teu pretenciosismo e a tua arrogância denotam o fundamento que preside a esta Ordem. E porquê? Porque os que vos antecederam não vos trataram da forma como vocês tratam os outros agora. Esta Ordem não é digna dos que vos antecederam.

Mérito para o Arquitecto Tomás Taveira que nos seus artigos, comentários e posições tão frontais, certamente incómodos para a ordem, está a cumprir e a praticar o verdadeiro sentido de CIDADANIA!

 

Anonymous SÓ VISTO said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 

Já leram a "Arquitects" de Junho?
Vem com as desculpas da Ordem sobre a Directiva 85/384/CEE e o conteúdo da Prova de Adimssão !!
É de rir e chorar por mais!!!!

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 

O estágio da ordem é uma fraude.

 

Anonymous arquitecto estagiário said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 

No ponto 3 - afirma que “ a Directiva Comunitária 85/384/CEE é a base para o sistema de acesso à profissão na UE ”

No ponto 5 - ao referir-se a correcções à directiva por parte do Ministério do Ensino Superior, menciona “ OA irá desde já entregar pareceres favoráveis relativos a todos os cursos acreditados pela OA “

Portanto isto quer dizer que, se a Ordem levar esta ideia avante, nos próximos anos até a referida Directiva ser de novo alterada, apenas os licenciados provenientes dos cursos ( ACTUALMENTE ) acreditados poderão EXERCER A SUA PROFISSÃO, EM Portugal ou no espaço europeu:
- INDEPENDENTEMENTE DESSES CURSOS PASSAREM DE ACREDITADOS A RECONHECIDOS, como aconteceu com o Curso da Universidade Lusíada que passou a reconhecido,
- OS LICENCIADOS DOS CURSOS QUE PASSAREM DE RECONHECIDOS A ACREDITADOS, TAMBÉM NÃO PODERÃO EXERCER A SUA PROFISSÃO PELO SIMPLES FACTO DO SEU CURSO NÃO CONSTAR NA DIRECTIVA.

ESTAMOS PERANTE UM PURO ACTO DE TERRORISMO!!!!!!!!!!!!!!!!

QUE INTERESSES SE ESCONDEM ??????????????????????

Na maioria dos países europeus a DIRECTIVA EUROPEIA reconhece como podendo exercer a profissão de arquitecto “ OS LICENCIADOS DOS CURSOS RECONHECIDOS PELOS RESPECTIVOS GOVERNOS NACIONAIS “

Estamos confiantes que o Ministro da Tutela, o Prof. Doutor Mariano Gago, não ceda a pressões e ao mesmo tempo proceda tal como avisou, em resposta a dúvidas colocadas pelo Bloco de Esquerda (BE) e pelo CDS.", "O GOVERNO NÃO PERMITIRÁ A DERIVA CORPORATIVA EM QUE CORPOS PROFISSIONAIS RESERVEM A ENTRADA NO MERCADO DE TRABALHO"

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 

A ordem nem imagina o sarilho em se está a meter, os licenciados têm razão.
Estranho que eles não falaram do exame no jornal, eu até percebo porquê, COBARDES ALDRABÕES E GRANDES VIGARISTAS, VÃO SER TODOS PROCESSADOS!!!

 

Anonymous Secº do Sr Prof Arq TT said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 



O Exmo Arq TT admite 12.345 estagiários no seu atelier, sem remuneração, claro, pq "quem quer aprender PAGA".

O Secretário d'Birmânia

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 

um estagio feito no estrangeiro com a duraçao exigida (1 ano), nao conta como estagio aceite pra ordem..

alguem me podia esclarecer?

atentamente...

 

Anonymous CSI: said ... (segunda-feira, 20 junho, 2005) : 

Não colega não conta, conforme o RA, tens de arranjar uma entidade empregadora, um patrono com mais de cinco anos de experiêcia, apresentar um plano de estágio, esperar que a ordem aprove ou reprove, e depois iniciar o estágio de 1 ano.

PS: Já me esquecia tens de pagar 300 euros, ir às acções de formação do tipo de uma 1 semana em Lisboa, e provavelmente tens de fazer exame durante 3 semanas .

É fácil não custa nada, tens ímensas ofertas de estágio no site da ordem do tipo como se diz por este blog:

nas Câmaras Municipais de

Elvas_2_Não Remunerado
Fafe_1_Só do respectivo Concelho

Olha queres um conselho deixa-te estar no estranjeiro que a OA já não quer mais ninguem como membro, o ultimo exame chumbaram 98% dos candidatos.

 

Anonymous Valha-nos Deus said ... (terça-feira, 21 junho, 2005) : 

Ex.mos Senhores

Finalmente vejo uma notícia com a qual estou plenamente de acordo.
É vergonhoso que não se pague aos estagiários porque, de facto, o trabalho que eles fazem nos ateliers é verdadeiramente útil (99% das vezes é passar os desenhos dos séniors).
Mas não vejo como a Ordem pode fazer cumprir o que pretende em relação à remuneração dos estagiários. A verdade é que não havendo melhor, os próprios estagiários ficam nos ateliers esperando um dia começar a ganhar.

E neste assunto não há cor política nem opção religiosa que diferencie as atitutes. Todos os "patrões" querem trabalho e não querem pagar.

Cumprimentos a todos

PS. De facto talvez seja melhor não usarem o TT como ídolo desta vez...

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 21 junho, 2005) : 

Caro COLEGA COM ESTÁGIO NO ESTRANGEIRO:


A ordem não reconhece estágios que não tenham sido realizados por seu intermédio porque SÓ ASSIM PODE EXTORQUIR AOS ESTAGIÁRIOS OS RESPECTIVOS 300€ ( POR CADA UM ), E AINDA PERMITIR QUE OS MEMBROS EFECTIVOS COM MAIS DE 5 ANOS DE INSCRIÇÃO POSSAM EXPLORAR MÃO-DE-OBRA BARATA.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 21 junho, 2005) : 

Esta história de a ordem andar a publicitar estágios precários é uma vergonha, a ordem nem tem mesmo rumo.

Olha o Valha-nos Deus já precebeu do que se trata aqui no blog finalmente, parabens

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 21 junho, 2005) : 

"Só do respectivo Concelho" inacreditável quem escreveu isto será que nem pensou 2 vezes.

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 21 junho, 2005) : 

Realmente esta história dos estágios é qualquer coisa que só cabe no foro do paranormal, do sobrenatural, do oculto.
Vejamos:
Não necessitei de recorrer à Ordem para arranjar estágio. Por isso, ainda não me havia apercebido de tamanha ineficácia, pode dizer-se inexistência, de qualquer apoio por parte da OA.
Este apoio foi uma das bandeiras da Helena Roseta: Falhou! Não há condições para cumprir.
A eficácia dos estágios, a sua credibilidade, o cumprimento dos objectivos, etc., são matérias de tal modo imprecisas e subjectivas que se tornam impossíveis de aferir com o tipo de logística que a OA possui.
Quanto à tão apregoada remuneração,outro falhanço redundante (originou uma nova escravatura)!
Em Dezembro de 2001, no auditório da OA, a Helena Roseta falou que aos licenciados poderia vir a ser exigido um estágio mas em contrapartida ia oferecer-nos a revisão do 73/73. Falhou!
A OA tentou aplicar o RIA e implementou as provas; Falhou!
A OA implementou novas provas; Falhou!
A OA procedeu à revisão do RIA e implementou o RA (mais parece a invocação de um deus egípcio de há milénios, vindo das trevas); Falhou!
Aqui é muito mais grave porque a OA não avaliou nem aprendeu com os erros cometidos, voltando a incorrer em mais erros, daí a necessidade de em poucos meses ter de modificar o RA duas vezes (RA 1 RA 2).
Mas voltando aos estágios. Não entendo porque é que um estágio feito em tempo académico (embora não seja o meu caso)em que o finalista no auge da sua motivação faz um estágio num gabinete, numa câmara ou com um qualquer arquitecto neste país ou no estrangeiro,não tem qualquer validade e depois de prencher uma dúzia de papéis na OA, volta desmotivado, revoltado e humilhado para repetir o mesmo estágio-cumprir calendário- no mesmo ou noutro qualquer local se o conseguir encontrar e assim cumprir um alto desígnio da Ordem, já com plena validade.

A par destas falhas, destas teimosias existem ilegalidades, discriminações, prejuízos, abusos que dão substância à actual contestação.

Tudo isto é mau, tudo isto é triste, tudo isto acontece no país do fado.

 

Anonymous Valha-nos Deus said ... (sábado, 25 junho, 2005) : 

Exmos. Senhores

De facto percebo o vosso dilema mas não percebo porque imputar culpas às OA por não vos pagarem os estágios.
Culpem os colegas séniors. Esses sim são uns ladrões, assim como, muito provavelmente, voçês serão quando crescerem (espero que não!) e quiserem mão-de-obra barata.

É mesmo assim, os jovens sofrem em TODAS as profissões. Ou talvez não. O canalizador que vai a vossa casa é pago no acto, certo? E sem recibo, certo? E voçês (ou os vossos pais) pagam não é? Estão a pactuar com o sistema.
E a empregada das mães? Não passa recibo pois não? Mais outra a passar ao lado do sistema.
E nos ateliers, anos e anos a recibos verdes!! Sempre ouvi dizer que os recibos verdes eram temporários!

Cumprimentos

 

Anonymous Secº do sr prof arq TT said ... (domingo, 26 junho, 2005) : 

Sr valha-nos deus
O Sr dr prf arq TT oferece também trabalho a esse canalizador da vossa casa e a essa empregada das mães e promete pagar com recibo no acto.

O Secretário d'Birmânia

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 13 fevereiro, 2009) : 

jovens arquitectos, designers e afins preparem-se então para o pior porque a seguir ao estágio espera-vos coisas deste tipo e com a aprovação do IEFP...este país está a saque!

Desenhador (m/f)

BONFIM
Salário: 450 Euro

Horário: 09H00 AS 12H30 E DAS 14H00 AS 18H00 Descanso Semanal: SAB E DOMG Duração: 6 (meses) Trabalho a Tempo: Completo Subsídio de Refeição: 3 Outras Regalias: O SALARIO É NEGOCIAVEL CONFORME A EXPERIENCIA PROFISSIONAL
Requisitos: Conhecimentos Profissionais: EMPRESA DE ENERGIAS ALTERNATIVAS PRETENDE RECRUTAR DESENHADOR, COM EXPERIENCIA OU COM FORMAÇÃO, PARA EFECTUAR TRABALHOS COM OS PROGRAMAS DE AUTOCAD; AUTODESK INVENTOR; PHOTOSHOP.
Contrato: Temporário

20/02/2008 em NetEmprego.gov.pt

 

Blogger Unknown said ... (quarta-feira, 14 outubro, 2015) : 

網頁設計 網路行銷 關鍵字廣告 關鍵字行銷 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 關島婚禮 巴里島機票 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 情趣用品 情趣用品 腳臭 長灘島 長灘島旅遊 ssd固態硬碟 外接式硬碟 記憶體 SD記憶卡 隨身碟 SD記憶卡 婚禮顧問 婚禮顧問 水晶 花蓮民宿 血糖機 血壓計 洗鼻器 熱敷墊 體脂計 化痰機 氧氣製造機 氣墊床 電動病床 ソリッドステートドライブ USB フラッシュドライブ SD シリーズ

 

post a comment