sexta-feira, outubro 20, 2006

NEM OS ADVOGADOS QUEREM DEFENDER A ORDEM DO ARQUITECTOS

Os advogados que representavam a Ordem dos Arquitectos em 4 processos no Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé APRESENTARAM ESCUSA DOS MESMOS, deixando assim de defender a Ordem dos Arquitectos nesses processos.

A Ordem dos Arquitectos terá de contratar novos advogados para se defender em Tribunal.

Será que a Ordem dos Arquitectos vai encontrar quem queira defender causas perdidas?

Qual será a razão de tal escusa?

Comments on "NEM OS ADVOGADOS QUEREM DEFENDER A ORDEM DO ARQUITECTOS"

 

Anonymous pedro lopes arquitecto said ... (sexta-feira, 20 outubro, 2006) : 

Dois pontos de duas pronuncias diferentes em dois processos em tribunal:

“Assim, o acto impugnado, bem como o Regulamento de Admissão da O.A., aprovado em 17/11/04, violam o direito de livre acesso à profissão consagrado no artº. 47º. Da C.R.P.”

“Por tudo o exposto, parece-nos que deverá proceder o pedido formulado pela autora para que a ré seja condenada a proceder à sua inscrição como membro efectivo da Ordem dos Arquitectos.”


Se consultarmos os processos em tribunal, alguns já em fase de julgamento e outros já em fase muito mais avançada, como é o caso do processo da Universidade Fernando Pessoa, mais a situação da Procuradoria-Geral da Republica que mandou o processo para o Tribunal Constitucional, mais um outro do Ministério Público no qual foi emitida Pronúncia e que se encontra neste momento no Tribunal Central Administrativo para Confirmação da Pronúncia da Procuradora, chagamos à conclusão que o panorama não se encontra fácil em termos de representação e de defesa dos interesses da O.A. em Tribunal.

Certamente que nenhum advogado que se preze desejará somar no seu currículo as condenações sucessivas que se avizinham.

Uma das razões do abandono dos advogados prende-se com o facto de que a O.A. prefere quebrar a torcer. Um juiz de um Tribunal Administrativo, recentemente propôs à O.A. que chegasse a acordo com o Licenciado e a resposta da Ordem foi:

“Nestes termos, conclui a Ordem dos Arquitectos pela indisponibilidade do objecto da acção e consequente impossibilidade legal de acordo ou transacção, não se opondo, porém, porém a eventual pedido de desistência do pedido pelo A.”

Como se vê a arrogância da O.A. vai ao ponto de como resposta ao tribunal sugerir que o Licenciado desista do processo.

SE PENSARMOS QUE APÓS AS CONDENAÇÃO VIRÃO OS PEDIDOS DE INDEMNIZAÇÃO ( A LICENCIADOS E A UNIVERSIDADES ) PODEREMOS PREVER QUE COM ESTA POSIÇÃO AUTISTA A ORDEM DOS ARQUITECTOS CAMINHA SEM RETORNO PARA UM PRECIPÍCIO QUE PODERÁ MESMO POR EM CAUSA A SUA CONTINUAÇÃO COMO ORDEM.

 

Anonymous arq! said ... (sexta-feira, 20 outubro, 2006) : 

“Nestes termos, conclui a Ordem dos Arquitectos pela indisponibilidade do objecto da acção e consequente impossibilidade legal de acordo ou transacção, não se opondo, porém, porém a eventual pedido de desistência do pedido pelo A.”

Isto não é defesa é burrice.

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 20 outubro, 2006) : 

É a arrogância desses senhores que julgam ser donos da Ordem que a estão a destruir.

Têm os licenciados, o Provedor de Justiça, o Ministério da Educação, o Ministério das Obras Públicas, delegados do Ministério Público, Procuradores da República, Tribunais, juristas, todos contra a Ordem e nem mesmo assim param com todo o mal que estão a fazer.

Estão obsecados e loucos...

Isto já entra no domínio do irracional!

 

Anonymous Vilar said ... (sexta-feira, 20 outubro, 2006) : 

Permitam-me recolocar este comentário do Arq. Pedro Silva, num post anterior, porque também eu me questiono.

"Não existem palavras para classificar aqueles que dirigem a Ordem dos Arquitectos, assim como aqueles que gravitam à sua volta delapidando os recursos da Ordem ( as quotas dos membros).

Afinal quem é que eles servem?

A arquitectura? Os Arquitectos?
Penso que nem uma coisa nem outra!

Tempos atrás, um energúmeno da Ordem, numa entrevista a uma revista, como representante da Ordem dos Arquitectos afirmava “ na zona de Lisboa são só cinco os edifícios de habitação que merecem uma visita arquitectónica ( três situam-se na expo)…”

Agora vem esta “eminência parda” afirmar que "A Casa da Música não está, porque Rem Koolhaas não está inscrito na ordem"


RESUMINDO, ESTAMOS ENTREGUES AOS BICHOS.

SERÁ QUE NINGUÉM PÕE ORDEM NISTO?????????????????

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 20 outubro, 2006) : 

existiu um celebre senhor na historia do nosso país que caiu da cadeira...

alguém da ordem deve estar prestes a cair

perdoai-lhes senhor que eles não sabem o que fazem.

a unica coisa que deixa feliz nesta imbróglio todo, é que diziam que tinhamos uma geração rasca mas a forma como estamos todos empenhados em derrubar esta ditadura prova o contrário.

vamos pra frente camaradas... tá quase!!!

 

Anonymous desordemdosarquitectos said ... (sexta-feira, 20 outubro, 2006) : 

se o ano de 1948 ficou marcado pela carta de alforria aos arquitectos, o ano de 2006, vai ficar marcado pela liberdade dos licenciados em arquitectura, que infelizmente nao lutam contra o estado mas sim, contra os proprios colegas de profissão que pretende chular os mais novos com trabalho a custo zero.


como dizia o nosso colega atras pa frente camaradas!

 

Anonymous Pinto Coelho said ... (domingo, 22 outubro, 2006) : 

Ao tema de discussão do úçtimo POST não esqueçam de acrescentar....

Um facto curioso..... e ao mesmo tempo estranho.... é que se está a passar com os Advogados que estão a defender os processos que os alunos da UFP e do interpuseram em tribunal...

Todos os advogados estão a renunciar às procurações em
todos os processos.... e pelo que sei em todos os processos dos alunos da UFP e também das Providências Cautelares por eles metidas no Tribunal.... e também dos alunos do ISMAT.

O que é mais estranho é que juntam ao processo uma procuração no dia 17 para no dia 18 renunciarem.

Reparem que nem substabelecem a favor de outro Advogado..... renunciam....!!!!

Não sei qual o motivo, mas para já creio que se trata de uma manobra dilatória... para ganharem tempo...!!!

Pois se assim não for algo de grave está a acontecer....!!!

E que estoire de vez....!!!!

 

Blogger Francisco Do Vale said ... (domingo, 22 outubro, 2006) : 

Nem os advogados aguentam tanta parvoice :)

 

Anonymous arq! said ... (segunda-feira, 23 outubro, 2006) : 

Vejam a OA armada em Entidade Paternal a querer obrigar os recem licenciados a fazer estágio apreoveitando o facto para cobrar dinheiro para sustentar os tachos dos frustados que lá trabalham.

Agora criaram mais um tacho denominado de provedor, ai quantos tachos ... e quem paga os tachos somos nós todos.

Acho que o congresso este ano vai deitar fumo .

 

Anonymous Arq. descontente said ... (segunda-feira, 23 outubro, 2006) : 

Já há pelo menos 2 anos que alguns advogados da OA se queixam que os "donos da Ordem" não lhes dão ouvidos.
Esses senhores (a actual direcção) não querem saber da Lei nem do direito; tudo é decidido conforme os seus interesses e conveniências. Por isso, chegámos ao que chegámos.
De resto, como poderão os advogados defender o que é indefensável?
Tantas ilegalidades, tantas trapalhices e tanto tempo perdido, para nada, a não ser, andar para trás e dividir os colegas.

O congresso que se aproxima é o momento para exigir firmemente a prestação de contas do que estes senhores têm andado a fazer estupidamente.

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 23 outubro, 2006) : 

Por enquanto esta situação apenas serve para atrasar o processo. não tem nehum resultado practico para nós os que estamos a aguardar inscrição e temos processos em tribunal.

 

post a comment