quarta-feira, agosto 03, 2005

PENSAMENTO DO ANO 2003 (II) | HELENA ROSETA



"e ai temos que ter um problema ... direitos adquiridos a cursos que foram acreditados ... não podemos por em causa se não ia-mos parar todos a tribunal ... queremos por o cronómetro a zero ... e colocar os licenciados em igualdade de circunstâncias ... porque isso é um pouco perverso"



Declaração da Presidente da Ordem dos Arquitectos Helena Roseta, no congresso da APELA 2003

A PRESIDENTE DA ORDEM DOS ARQUITECTOS QUER COLOCAR OS LICENCIADOS EM IGUALDADE DE CIRCUNSTÂNCIAS A PARTIR DE 2007, por enquanto continua a permitir a distinção dos cursos de Arquitectura Nacionais que foram homologados em portaria pelo Ministério da Ciência e do Ensino Superior, entre reconhecidos e acreditados e obrigar apenas os candidatos dos cursos reconhecidos a realizar uma prova de admissão, desta forma a ordem dos arquitectos discrimina e humilha compulsivamente centenas de alunos perante o mercado de trabalho todos os anos desde que o RIA foi aprovado por deliberação do Conselho Directivo Nacional da Ordem dos Arquitectos a 12 de Fevereiro de 2000 .



"direitos adquiridos a cursos que foram acreditados"?

E a salvaguarda dos direitos adquiridos, nomeadamente as expectativas e legítima confiança que todos os discentes dos Cursos de Arquitectura alimentaram desde a data em que iniciaram o seu curso, convictos de que após a conclusão da referida licenciatura iria obter o grau profissional de “Arquitecto” para todos os efeitos legais .

À data em que a maioria dos licenciados se inscreveram nos seus cursos, encontrava-se em vigor o D.L. nº465/88 de 15 de Dezembro possibilitava a inscrição “os arquitectos portugueses (...) diplomados pelas escolas ou faculdades portuguesas (...) desde que os respectivos cursos estejam homologados ou equiparados nos termos da lei portuguesa (....)”.

Por sua vez, o R.I.A, tal como já supra referido, tendo sido aprovado em 12 de Fevereiro de 2000, entrou em vigor em 01 de Junho de 2000, foi suspenso em Julho de 2000 e, a partir de 06 de Junho de 2002,

Ora, ao abranger no âmbito de aplicação do R.I.A os candidatos que iniciaram os seus cursos vários anos antes da sua entrada em vigor aquele regulamento está a violar o Princípio da Não Retroactividade da Lei, consagrada no artigo 12º do Código Civil, segundo o qual, a lei nova só se aplica para o futuro.

É a chamada retrospectividade ou retroactividade quanto aos efeitos jurídicos, daí a necessidade de estabelecimento de regimes transitórios.

Pois, o não estabelecimento de regras transitórias com a aplicação imediata do R.I.A aos alunos que iniciaram o seu curso antes da sua entrada em vigor, é como mudar as regras do jogo a meio.

A maioria dos licenciados vêem-se na situação dramática de ter concluído uma licenciatura de um curso aprovado pelo Ministério da Educação que, na prática, não lhes permitirá nada mais, além eventualmente de dar aulas no ensino secundário, em virtude da atitude discriminatória, ilegal e inconstitucional da Ordem dos Arquitectos.


Ouvir Declaração

Atenção: Para visualizar os videos em Real Video, necessita do Real Player 7 ou superior. Se não o tem primeiro faça aqui o download e instale o programa.

Comments on "PENSAMENTO DO ANO 2003 (II) | HELENA ROSETA"

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

Ouvi hoje nas notícias: Helena Roseta acusa José Sócrates e Mário Soares de "falta de lealdade e transparência"!!!

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAAAAAHHHHHHAAAAHHHHHAAAAHHHHHHHHHHHHHHAAAAHHHAHAHA!!!

"FALTA DE LEALDADE E TRANSPARÊNCIA"!!!

Só dá para rir.

 

Anonymous Xelb said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

Meu caro Bipri:
Neste momento, e para se poder modificar algo em relação à atitude oficial da APELA, para que a sua política seja mais "vigorosa" parece-me então que basta uma Assembleia Geral em que essas medidas sejam aprovadas. Faça-se então a Assembleia Geral e apele-se a todos para que compareçam para assim se aprovarem as medidas "vigorosas"

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

Esta senhora deve tar com os seus principios todos trocados!!
Perverso é perimtir que se faça dicriminação dos licenciados.

 

Anonymous CSI: said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

I N C R E D I T Á V E L

Helena Roseta parece um sistema de áudio a reproduzir uma cassete que lhe enfiaram pelas golas adentro. Dizem que ela é manipulada por interesses corporativistas de pessoas que se dizem arquitectos e professores do interior da OA, uma vez que não concorda com a discriminação, coisa que eu não acredito porque essa senhora é de uma arrogância e educação sem precedentes!

PESSOAL NÃO ACREDITEM EM NADA DO QUE ESTA SENHORA DIZ, EU SEI DO QUE ESTOU A FALAR E VOCÊS TAMBÉM.

PARABENS A TODOS OS QUE LUTAM POR ESTA CAUSA, JÁ FALTA POUCO

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

Concordo com o colega anterior!

A APELA surgiu no seio do problema de admissão à Ordem. Este subsiste e a APELA também existe.
Deve ser convocada, com a maior brevidade possível, uma assembleia geral extraordinária.

BiPri, tens mais apoios do que julgas. Parabéns e FORÇA!!

Arq. Estagiário

 

Anonymous paulo said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

"Helena Roseta diz que candidatura de Soares não é saudável",.... este é o título de um artigo de opinião do Jornal Público.

Pois nesse artigo experimentem trocar "...candidatura de Soares..." por "Ordem dos Arquitectos" ou "Regulamento de Admissão" e vão ver que a Lenita tem razão!

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

Notícia no PÚBLICO, hoje, pag. 18

“Quase mais duas mil vagas nas instituições do ensino superior privado”

“Existem 33.442 novos lugares. Psicologia, arquitectura e direito são algumas das áreas onde a oferta é maior”.

(...) Só para os vários cursos na área da psicologia existem 2364 lugares. O crescimento é feito sobretudo à custa da expansão da oferta na Universidade Lusíada do Porto, que passa de 50 para 250 vagas em 2005/2006 (...)

(...) As quinze licenciaturas privadas em arquitectura totalizam 1700 lugares. Só na Universidade Lusíada de Lisboa concentram-se quatro centenas. Na do Porto mais 350.
Aliás, a Universidade Lusíada do Porto é uma das instituições onde a oferta cresce mais, passando de 945 vagas para 1605. Para além do já referido aumento em Psicologia, a evolução em cursos como Direito (passa de 170 para 300 lugares) ou Relações Internacionais (mais do que duplica e passa de 70 para 150) explicam-no (...)”

Como se já não fosse sobejamente conhecida a razão porque a Ordem nos persegue e discrimina aqui está o número avassalador que tudo esmaga. As escolas com 30 vagas, ou 50, têm que desaparecer para dar lugar a esta avalancha.

É deste lado que a OA está, sempre esteve. Ao lado do monopólio.

Que país é este?

O prof. Vital Moreira tem razão quando diz que quando os governos são fracos, os lobbies e as corporações tomam conta deles

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

ALGUÉM TEM DÚVIDAS SOBRE AS RAZÕES DA ORDEM?

A PRÓPRIA HELANA ROSETA DIZ:
- “... direitos adquiridos a cursos que foram acreditados ... não podemos por em causa se não ia-mos parar todos a tribunal ... " Está A Reconhecer A Causa Das Discriminações.
- ... queremos por o cronómetro a zero ... e colocar os licenciados em igualdade de circunstâncias ... porque isso é um pouco perverso." Aqui caracteriza o modo como os Licenciados estão a ser discriminados. PERVERSAMENTE.

O QUE VALE É QUE ESTA SITUAÇÃO JÁ NÃO VAI DURAR MUITO.

A própria Helena Roseta só dá tiros nos pés nas suas relações políticas. Primeiro foi com o Sócrates, agora é com o Mário Soares. Com a ordem, na relação com os licenciados é o que se vê, por um lado diz que tem de defender os interesses das universidades e depois fala em “…colocar os licenciados em igualdade de circunstâncias…” e dando a entender QUE É UM POUCO PERVERSO A FORMA COMO NOS ESTÁ A DISCRIMINAR.

Esta menina vai acabar mal. Politicamente está isolada. E a nível da Ordem, não vai poder alegar “ imunidade parlamentar “, e vai ter de responder, e ser responsabilizada, judicialmente por NEGLIGÊNCIA VOLUNTÁRIA. E quem sabe se com as declarações que tem feito publicamente, e que estão gravadas para prova, não terá de provar que não tinha a intenção de determinados favorecimentos em detrimento do prejuízo de outros. Na justiça portuguesa isto é crime.

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

Os 700 contos que ganha não vão dar para pagar aos advogados.


O diabo o dá o diabo o leva. Toma!

 

Anonymous Anónimo said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

Que vergonha...

A Sra. H. Roseta, quanto mais fala mais se enterra!
Será que esta Sra. não tem consciência do que está a provocar?
Será que não há ninguém que lhe abra os olhos?

Espero que sim, para o bem de todos e do nosso país.

 

Anonymous arq|estagiário said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

Realmente a nível da Ordem, não vai poder alegar “ imunidade parlamentar “, e vai ter de responder, e ser responsabilizada, judicialmente por NEGLIGÊNCIA VOLUNTÁRIA, uma vez que a senhora tem conhecimento do se anda a passar e nada faz para inverter a situação.
Existem no momento processos a ser encaminhados no sentido de responsabilizar directamente Helena Roseta.

A justiça é lenta mas quando chega chega mesmo, e a sr presidente terá que provar a sua inocência.

Vamos todos aguardar serenamente.

 

Anonymous amigo said ... (quarta-feira, 03 agosto, 2005) : 

"ROSETA DESILUDIDA COM SOARES

Helena Roseta, bastonária da Ordem dos Arquitectos, está desiludida com a posição assumida por Mário Soares, ou seja, com a possibilidade de o ex- Presidente da República voltar a candidatar-se a Belém. Mais, a ex-deputada do Partido Socialista não percebe como é que "de um dia para o outro", o secretário-geral do partido e primeiro-ministro, José Sócrates, "veio dizer a um jornal que o Soares era um candidato óptimo". E isto aconteceu, "dois meses depois de Mário Soares dizer sucessivamente que já não podia ser, que não queria", lembrou Roseta numa intervenção, quinta-feira à noite, na "Sic Notícias'. E sublinhando que a Sua posição nada tem que ver com a idade, afirmou-se desgostosa com Mário Soares e com todo o desenrolar de uma provável candidatura pelo PS. "Neste gesto, o meu juízo é negativo, porque isto não é transparente", afirmou. Helena Roseta defende que Mário Soares "deve dar oportunidade a outro"; "não faz sentido que o mesmo local seja ocupado pela mesma pessoa durante tanto tempo". A bastonária dos Arquitectos disse ainda esperar que Mário Soares a ouça como amiga."

Mário Soares a ouça como amiga?

Com amigas como esta quem precisa de inimigos.

 

Anonymous Anónimo said ... (quinta-feira, 04 agosto, 2005) : 

Tenho saudades do "Valha-nos Deus".
Esse homem era o sal e a pimenta deste blog.
Já era parte de nós, era nosso património.
"Valha-nos Deus" volta.
FBR

 

Anonymous Helena Máximo said ... (quinta-feira, 04 agosto, 2005) : 

Caros LIC EM ARQ.

Tenho recebido emails vossos que tenho lido. Visitei o blog. Percebi que há um grande desconforto relativo à forma de acesso à profissão dos novos arquitectos. Percebi que responsabilizam a OA por considerarem haver discriminação nesse acesso dependendo dos cursos que frequentaram. Percebi que centraram os vossos ataques na pessoa da Arqª Helena Roseta. Percebo que pode haver discriminação, humilhação, e outros "ão" em todo este processo. Percebo que a ordens profissionais em geral podem resvalar para a defesa de interesses corporativos, com o que isso pode ter de mau, e não para a defesa de interesses e objectivos comuns de um determinado grupo profissional.

Não percebo porque todos os comentários e artigos que li são anónimos. Não percebo e não aceito que a vossa luta, que admito poder ser justa, seja feita à custa de insultos e menosprezo de pessoas em concreto e não de críticas ao colectivo que é a OA.



Helena Máximo

 

Anonymous Anónimo said ... (quinta-feira, 04 agosto, 2005) : 

Helena Roseta defende que Mário Soares "deve dar oportunidade a outro".

Já agora porque não dar a oportunidade para os licenciados entrem para a OA. Só naquela, tipo "Helena Roseta defende que os arquitectos instalados e apegados ao poder e que os arquitectos usurpadores do mercado de trabalho devem dar oportunidade a outros".

 

Anonymous Anónimo said ... (quinta-feira, 04 agosto, 2005) : 

Perguntas simples
Somos todos uns ingénuos que fomos fazer cursos julgando que estavam acreditados!

A pressão deve ser colocada sobre o mercado de trabalho (ou sobre a ordem) ou sobre quem coloca no mercado cursos sem acautelar o seu pleno reconhecimnento?
E quem se inscreve num curso superior não tem a obrigação de conhecer se ele é ou não reconhecido de forma completa?
O problema está ou não está nas instituições de ensino que colocam (mercantilmente) no mercado cursos apenas com intensão de negócio imediato?

 

Anonymous arq|estagiário said ... (quinta-feira, 04 agosto, 2005) : 

Não leste o post e depois tens duvidas é assim:

À data em que a maioria dos licenciados se inscreveram nos seus cursos, encontrava-se em vigor o D.L. nº465/88 de 15 de Dezembro possibilitava a inscrição “os arquitectos portugueses (...) diplomados pelas escolas ou faculdades portuguesas (...) desde que os respectivos cursos estejam homologados ou equiparados nos termos da lei portuguesa (....)”.

cumprimentos

 

Anonymous Anónimo said ... (quinta-feira, 04 agosto, 2005) : 

Caro colega

Quando o RIA entrou em vigor eu já frequentava mais de metade do meu curso, por isso não podia ter a obrigação de conhecer se ele é ou não reconhecido de forma completa.

 

Anonymous DICRIMINADO EM PORTUGAL said ... (quinta-feira, 04 agosto, 2005) : 

Será que ainda não perceberam que o ria entrou sem periodo de transição e que veio prejudicar centenas de licenciados que já se encontravam a frequentar as suas licenciaturas hologadas pelo estado, sendo posteriormente discriminados com provas de admissão ?

 

Anonymous paulo said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

Ora só para perceberem como funciona uma ORDEM (com letra grande), a Ordem dos Advogados aprovou recentemente um novo regulamento de estágio para acesso à profissão, que introduz 2 provas finais obrigatórias, 1 escrita e 1 oral, provas estas que incidem sobre a actividade prática no escritório do patrono. "O NOVO REGULAMENTO APLICA-SE AO PRIMEIRO CURSO QUE SE INICIAR APÓS A SUA PUBLICAÇÃO, EM 14 DE OUTUBRO DE 2005". Meus senhores da Ordem dos Arquitectos, assim é que se fazem as coisas com coerência!

 

Anonymous Serpi said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

Em primeiro lugar peço desculpa por estar a colocar este post onde não devo, mas é uma questão de solieridade, o assunto é o seguinte a minha escola é uma das três que o processo se encontra em tramitação, não faço ideia do que isso quer dizer e é maior o meu espanto quando telefono para as OA e as respostas dos funcionários é muito vaga, colegas licenciados apesar das voças escolas terem sido acreditadas, por favor não desistam desta luta porque apesar de terem-vos dado esse doce dentro de ano e meio vai voltar a ser amargo em 2007, e mais eu tenciono fazer o exame independentemente da situação que a minha escola possa vir a usufruir, entretanto uma vez mais não conseguem determinar a data exacta no dito exame. (a faltar menos de um mês sopostamente como anteriormente referido)proponho fazer uma manifestação organizada em silencio às porta da OA em lisboa pelo menos uns 100, marcamos encontro no mercado da ribeira e chamamos os media, acho que nos falta os aclamados 15 minutos de fama.

Um grande abraço Colegas e Força

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

Com coerência

com justiça

SEM JOGOS ESCUROS E MAFIOSOS em defesa dos interesses de determinadas universidades.

Sem discriminação de ninguém

Sem cercear os interesses de ninguém

Sem corporativismos

É UMA AUTENTICA BOFETADA DE LUVA BRANCA PARA A ORDEM DOS ARQUITECTOS.


A ordem dos advogados é uma instituição pública, defende os interesses públicos do direito, mas sobretudo regulamenta e exerce a defesa dos interesses profissionais e deontológicos dos seus membros.

A ordem dos arquitectos diz que não defende os interesses dos arquitectos MAS OS INTERESSES DA ARQUITECTURA. Também existem gravações que o comprovam.

O QUE DIRÃO DEPOIS DISTO? QUE OS ADVOGADOS NÃO CONHECEM A LEI E QUE POR ISSO FIZERAM ESTA REDACÇÃO?

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

Ora aqui está o modo como as Ordens agem quando sabem o que estão a fazer.
E o caricato da questão é a nossa Ordem, sempre que “inventa” alguma coisa nova, dá como exemplo as outras Ordens profissionais. Vejam os procedimentos e a legitimidade da acção de uma em relação às outras.
O problema é que não aprendem nada com elas.
Pois, ainda não se aperceberam que estão a cavar um fosso cada vez maior e que os prejuízos, para todos os intervenientes, se vão acumulando com o passar do tempo.
Se eles pensam que nos cansam com o tempo, enganam-se!
Posso reformar-me no dia em que me inscrever na Ordem, já nem quero saber!
Mas que aquilo vai abaixo, vai.
FBR

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

Dos 5 000 000 € de orçamento, quanto é que foi gasto na defesa dos interesses dos arquitectos? Promoveram-se certos arquitectos ( sempre o mesmo grupo restrito ), promoveram-se os seus livros, deu-se trabalho aos boys ( mais de 100 permanentemente ), e fala-se que alguns ( poucos) embora estando a tempo inteiro, como têm mais do que um cargo recebem mais do que um ordenado, o ordenado da presidente ( 3500 € mensais ) e outros, fala-se de almoços e viagens, etc,.

QUANTO FOI GASTO PARA REALMENTE PROMOVER OS INTERESSES DEONTOLÓGICOS E ÉTICOS DA ARQUITECTURA?


Ai Leninha. Vai à bruxa ca vida táte a correr mal.

AZAR AO JOGO SORTE NO AMOR.
Neste caso nem na política nem na Ordem

Dizes que quando a Quintanilha deixou entrar toda a gente foi “ cobardia política “, talvez ela tenha visto onde se estava a meter e resolveu sair enquanto era tempo e descansada da vida. Com a tua coragem política esqueceste que ser presidente da Ordem não te concede imunidade. E com aquilo que tens dito estás demasiado comprometida, nem sequer podes argumentar “ negligência involuntária “.

Sou licenciado, há 3 anos, os trabalhos que poderia produzir com o pessoal do meu gabinete estou a ter de os partilhar com outros arquitectos, inscritos na Ordem, no entanto todos os contratos são adjudicados em nome do meu gabinete. Quando isto acabar quem me paga o que tenho pago por não poder subscrever os projectos? A ordem? A presidente?

Tas com medo cas universidades que têm enchido o bolso à custa da transferência d alunos pra elas te ponham em tribunal? Olha, não te esqueças ca justiça “tarda mas não falta”. QUANDO VIER E OS ESTATUTOS DA ORDEM FOREM REVOGADOS ACABARAM-SE OS RIAS E RÁS.


Além das universidades também terás de indemnizar os licenciados. Vais passar a reforma de tribunal em tribunal, sim, porque cada licenciado será um processo difrente. E uns no norte, outros no sul, etc,. Vais-te fartar de viajar. Férias na província? Quem sabe.

 

Anonymous CSI: said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

Caro Colega Serpi

"peço desculpa por estar a colocar este post onde não devo"

Ó colega n tens de pedir desculpa, afinal estás a escrever no blog sobre a admissão á OA

"e mais eu tenciono fazer o exame independentemente da situação que a minha escola possa vir a usufruir"

Tencionas fazer o exame?

Achas que tens de provar alguma coisa a alguém?

QUERES PARTICIPAR NUMA ILEGALIDADE E PERMITIR QUE SEJAS DISCRIMINADO?

Aconselho-te a ler atentamente todos os posts deste blog para perceberes o se tem andado a passar.

É de salutar a tua iniciativa para a "manifestação organizada".

Nessa estou contigo colega.

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

"Vais-te fartar de viajar. Férias na província? Quem sabe. "

era só para dizer que me fartei de rir com este comentário.

Por falar nisso, vou aproveitar hoje e ver como anda o meu processo.

Cumprimentos a todos e muitos parabens

 

Anonymous Anónimo said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

"uma manifestação organizada em silencio às porta da OA"

Penso que està na hora de passar das palavras à acçao !! Ou nao??
Jà todos sabemos do que se està a passar...jà todos formulamos opinioes e jà discutimos uns com os outros...
Mas eu pergunto-me: Aqueles que se encontram nesta situaçao, sem outra alternativa, estao sentados em casa à espera de um milagre??

NAO, NAO PODE SER, TEMOS DE PASSAR DAS PALAVRAS A ACCAO!!

A manifestação deverà ter um objectivo : Fechar as portas da OA, nao deixar entrar ninguem!! Por cadeados...o que quizerem mas nao deverà ser uma simples e humildeeeee manifestaçao...ohhhh

...ou para nòs esperar atè 2007 nao è um problema??????????????
Se è um problema, entao do que estamos à espera???????????????

 

Anonymous Mariana arq said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

Helena Roseta:

Existe uma frase célebre, da autoria da esposa dum colega seu, que quando as forças da Ordem carregam sobre os vidreiros da Marinha Grande, se volta para o marido em público e diz: " foi para isto que andámos a levar porrada. " Frase essa que neste momento está a ser usada, como já se apercebeu, pelo BE.

Eu pergunto-lhe “ foi para isto “ que construiu toda uma carreira política.

Até entrar para presidente da Ordem dos Arquitectos, era conhecida pela sua irreverência aliada à mais alta perseverança na defesa dos valores democráticos.

Pela sua imagem de isenção , pessoas há que até essa altura chegaram a alvitrar a hipótese de um dia a Srª. poder vir a ser a primeira Presidente da Republica Portuguesa.

Cara Helena, pense bem. Agora aparece esta história da Ordem dos Advogados, se eles fizeram assim é porque não é de outra maneira. Informe-se junto da Comissão De Educação da Assb. Rep. , pois no passado já houve processos, dessa comissão, em tribunal por questões relacionadas com uma determinada universidade.

Arrede pé e não estrague a sua carreira politica. Olhe que quem está a encher os bolsos depois não será solidário para consigo, e como alguém de uma instituição pública disse “ PODIA TER EVITADOS ESTAS TRAPALHADAS TODAS SE TEM FEITO TUDO DE FORMA LEGAL, RESPEITANDO OS DIREITOS DOS OUTROS “

Quem a avisa sua amiga é.

 

Anonymous lic_arq said ... (sexta-feira, 05 agosto, 2005) : 

Não se percebe o que leva esta mulher a permitir que existam ilegalidades e DISCRIMINAÇÕES na Ordem dos arquitectos.

Como diria a minha avozinha, "as aparências iludem" , Helena demonstra ser Altiva, arrogante e prepotente ao continuar a permitir que se cometam tais pervessidades.

A gravação que aqui colocaram é uma vergonha, direitos adquiridos para os "utentes" do RIA e RA, e então onde estão os direitos adquiridos dos "utentes" do D.L. nº465/88 de 15 de Dezembro que iniciaram os seus estudos antes de haver ORDEM DOS ARQUITECTOS.

ESTA SENHORA É UMA MENTIROSA E SEM PRINCIPIOS DEMOCRÁTICOS

Um dos princípios fundamentais do sistema jurídico português é o princípio da igualdade previsto no artigo 13.º da Constituição da República Portuguesa (CRP), cujo n.º 1 dispõe que "Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei"

SERÁ QUE ESTES SENHORES DA OA NÃO SABEM LER?



:: Declaração Universal dos Direitos do Homem
(10 de Dezembro de 1948)

SIM PORQUE ISTO JÁ EXISTE DESDE 1948, FOI PRECISO VIR A ORDEM DOS ARQUITECTOS PORTUGUESA ALTERAR ESTES CONCEITOS FINDAMENTAIS!!!!!

REPITO 1948

:: Artigo 1º

:: (Liberdade, igualdade e fraternidade entre os seres humanos)

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para os outros em espírito de fraternidade.

BASTA !!!

 

Anonymous Anónimo said ... (sábado, 06 agosto, 2005) : 

As mentes perversas não sabem ler, apenas procuram objectivos , e isso é o mais importante.

Atingir os fins sem olhar a meios

 

Anonymous Anónimo said ... (segunda-feira, 08 agosto, 2005) : 

A arq. Helena Roseta podia aproveitar esta situação para mostrar coerência nos actos que sempre foram apanágio da sua actuação política e mostrar que era uma mulher com que a população podia contar, para vôs mais altos.
No fundo é a pretensão de qualquer político de carreira.
Mas não, lá vai ela, definhando, na conversa de meninos mimados e velhos jarretas, afundando-se cada vez mais.
Nesta vida sabe-se tudo, ela que tire ensinamentos do passado e faça alguma coisa por si.
Será que o que tem acontecido, o seu afastamento da vida política, não lhe diz nada... ou será que vai mudar de partido outra vez, desta vez por ninguém lhe pegar no PS.

 

Anonymous lic_arq said ... (segunda-feira, 08 agosto, 2005) : 

" mostrar coerência nos actos que sempre foram apanágio da sua actuação política "

coerência? eu só acredito no que no que se vê e não no que se diz. e helena roseta fala fla fala fala e nada faz para para a discriminação dos licenciados.

A DISCRICIMINAÇÃO É PERVERSA

 

Anonymous CSI: said ... (segunda-feira, 08 agosto, 2005) : 

"promoveram-se os seus livros, deu-se trabalho aos boys ( mais de 100 permanentemente )"

Desculpem estar a fugir do assunto, mas alguém tocou no assunto dos euros, e eu aí fico mais que fodido em ver job-for-the-boys, anda-mos todos a pagar grandes tachos à pala de corrupção e ilegalidades da ordem dos arquitectos, 300 euros para estágio, porquê??????????? 150 EUROS PROVAS DE ADMISSÃO?!!!!!???????????!!!!??? QUE ordem É ESTA para ROUBAR SIM ROUBAR CHAMA-SE A ISTO ROUBA E estorquir dinheiro aos recém licenciados!!!!!!!!!!!!

ESTE PAIS É UMA VERGONHA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Anonymous comunista said ... (segunda-feira, 08 agosto, 2005) : 

A malta nova vai mudar esta merda fica descansado colega.

comunista convicto

 

Anonymous serpi said ... (segunda-feira, 08 agosto, 2005) : 

Olá colegas, penso que chegou a hora de agir e aceitando o que estão a fazer às nossas vidas como um acto terrorista devemos responder da mesma forma, assim vou indicar uma data para uma manifestação pacifica às portas da ordem... 22 de Agosto! Eu levo Dez pessoas conprometo-me a levar Dez, se cada um dos colegas conseguir chegar a um numero semelhante seremos 100 sem qualquer dificuldade, e esse numero parece-me significativo.

Força colegas temos de ter força.

 

Anonymous CSI: said ... (segunda-feira, 08 agosto, 2005) : 

serpi

Desde já os meus parabéns pela tua iniciativa, a tua ideia de cada um levar 10 pessoas seria muito interessante, porque realmente a situação insustentável que vivem os licenciados em arquitectura, resulta também na revolta constante das pessoas que os rodeiam, dou o exemplo dos pais que pagaram com sacrifício os estudos dos filhos, licenciados com encargos familiares constantes que vivem dias de difícil reparação, uma vez que investiram na sua formação e estão impedidos de exercer a sua profissão.

Existem no momento muitos pais que querem questionar a Ordem dos Arquitectos sobre a alegada discriminação

A Ordem dos Arquitectos Portuguesa criou um sistema de admissão ilegal, injusto, corporativo e discriminatório.

ISTO É CRIME, A PRESIDENTE ARQUITECTA HELENA ROSETA CONHECE PERFEITAMENTE A SITUAÇÃO VERGONHOSA EM QUE SE ENCONTRA ESTE PROCESSO E NADA FAZ PARA ALTERAR OS PROCEDIMENTOS DA OA.

Já está a ser preparado o 3º (terceiro) exame à ordem dos arquitectos, repito 3º exame, aquele onde os srs. Arquitectos da ordem, supostos colegas de profissão, chumbaram 98% dos candidatos.

Não esquecer !!!! que grande parte desses 98 % já estão a exercer a profissão de arquitectos um vez que as suas universidades conseguiram a acreditar os cursos posteriormente .

CAROS COLEGAS

A ORDEM DOS ARQUITECTOS PRETENDE AVANÇAR COM OS EXAMES ILEGAIS E DISCRIMINATÓRIOS, e no dia que isso acontecer conto contigo e com todos os licenciados em arquitectura portugueses para de uma vez por todas boicotar este acto "PERVERSO".

Cumprimentos a todos

 

Blogger BiPri said ... (terça-feira, 09 agosto, 2005) : 

E alguém acha que em Agosto alguém vai aparecer numa manif às portas da OA? E que alguém estará lá dentro para se sentir incomodado? E que os órgãos de comunicação irão trocar os fogos e a candidatura do Mário Soares pelos licenciados em Arquitectura?

Serei o único a pensar que uma manif em Setembro terá mais peso, mais gente e mais exposição mediática?

Além disso, se o Provedor de Justiça não puser o resultado do processo cá fora até essa data, a manif devia era ser à porta dele.

Pessoal, querer pôr a malta a mexer é fixe, mas usem também a cabeça.

Diogo Corredoura

 

Anonymous CSI: said ... (terça-feira, 09 agosto, 2005) : 

"Serei o único a pensar que uma manif em Setembro terá mais peso, mais gente e mais exposição mediática?"

Não leste o meus post? o que te parece?

cumprimentos

 

Anonymous serpi said ... (terça-feira, 09 agosto, 2005) : 

Agosto, Setembro... eu comtinuo a postar aqui, mas pedia a abertura de um novo artigo dedicado à manif, caso seja em setembro que seja antes do exame... porque sim eu sou obrigado a jogar nos dois campos de batalha e penso ir sem qualquer complexo fazer um exame mediocre ainda que seja inlegal, do outro lado da batalha é ficar aqui à espera que se resolva algo para o nosso bem, completamente legitimo, mas não prescindo de uns bons momentos de agitação assim que vou utilizar todas as armas.

Caso a nossa situação tenha resolução através de via judicial. pronto coloco uma acção à OA em relação a uma preparação que tive de efectuar para o dito exame sem saber a data e conteudos atempadamente, alegando ter perdido várias uportunidades de trabalho bem como me sinto prejudicado monetáriamente...

A situação da OA é caotica...

Colegas vamos à luta um abraço

 

Anonymous Anónimo said ... (terça-feira, 23 agosto, 2005) : 

" jogar nos dois campos de batalha "

Colega ve lá se te defines, eu até percebo essa tua indecisão mas tens de perceber que se trata de uma situação que não podes permitir que aconteça.

um abraço

 

post a comment